Seguir por e-mail

terça-feira, 8 de novembro de 2011

Rebeldes sem causa

Eu não vivi na época da ditadura militar e não vi os movimentos estudantis pró-democracia, mas tive o privilégio (não pelo motivo, mas pelo movimento) de ver os cara-pintadas em São Paulo lutando pela saída do Marajá que se denominava Caçador de Marajás.
Os Movimentos estudantis sempre foram extremamente importantes na história de nossa república, ou quem nunca estudou sobre o M.M.D.C. em 1932? (se você for paulista e não lembra disso faça o favor de correr para uma biblioteca ou para o google e procure, pois é uma vergonha você não saber disso, se você não for paulista é compreensivo, mas procure no google também porque não sou professor de história).
Porém, desde a saída de Fernando Collor, o Brasil passa por um crescimento constante, a economia vem se estabilizando, a inflação foi controlada, os índices de analfabetismo vem caindo e até nos esportes o Brasil vem se destacado de maneira positiva (e não estou falando sobre nossa seleção de futebol, que parece que segue na contramão). Continuamos tendo casos absurdos de corrupção em nossa política e orgãos públicos, continuamos tendo problemas em nossa educação e saúde, mas parece que as coisas começam a se encaminhar. Com as coisas seguindo por este rumo, parece que nossos estudantes estão perdendo as razões para fazer aquilo que eles mais gostavam e melhor faziam, PROTESTAR.
Esses garotinhos, cresceram ouvindo histórias maravilhosas sobre a coragem de seus pais e seus avós em suas lutas contra a corrupção ou contra os militares e queriam também fazer história, queriam também entrar nos livros, mas ninguém dava motivos; então resolveram criar seus próprios motivos.
Dia 18 de Maio de 2011 o aluno Felipe Ramos de Paiva foi morto com um tiro na cabeça durante um assalto no Campus da USP, como os casos de assalto eram freqüentes a reitoria da Universidade em conjunto com o governo do estado resolveram colocar a polícia militar para patrulhar o campus, que até então era patrulhada por
seguranças particulares, muitas vezes sem o preparo necessário. A atitude só não foi perfeita por não ter sido tomada antes do assassinato do jovem.
Após a entrada da PM, os casos de furtos diminuíram em 90% (http://www.estadao.com.br/noticias/vidae,reitor-da-usp-diz-que-tem-obrigacao-legal-de-agir-contra-ocupacao,794148,0.htm) e não ouvimos mais falar sobre assasinatos, porém (sempre tem um porém), o trabalho da Polícia é fazer com que a lei se cumpra em qualquer lugar e foi exatamente o que eles fizeram, prenderam alguns bons jovens estudantes por posse de drogas e isso gerou uma série de protestos e a invasão da reitoria.
Eu sinceramente não sei se alguém, além dos maconheiros da USP aprova essa atitude, mas na minha modesta opinião, vejo que essa é apenas mais uma prova de que nossos jovens estão cada vez mais alienados ao que acontece no mundo (pois se estivessem um pouco mais ligados, encontrariam algo bem mais nobre para protestar e lugares bem melhores para ocupar, quem sabe o congresso nacional ou a câmara dos deputados).
Talvez eles tenham esse tempo todo para ficarem acampados na reitoria da USP pelo simples fato do papai pagar todas as suas contas, mas a única conclusão que consigo chegar é que o que falta para esses estudantes é umas boas palmadas!
Parabéns a polícia pela desocupação e acho que a população não vai reclamar se alguma “borrachada” escapar na bunda de alguém.


Beijunda e até a próxima.

quarta-feira, 2 de novembro de 2011

Nada de novo


Olá crianças,

Depois de dois meses sem me manifestar estou aqui novamente.
Leio as notícias diariamente e não conseguia encontrar nada de interessante para colocar no blog, comecei a achar que eu estava ficando sem assunto; minha conversa com amigos se limitava a conversas sobre futebol, trabalho e outras coisinhas bobas, parece que política não tem interessado mais ninguém.
Resolvi dar uma vasculhada nos jornais com um pouco mais de atenção e encontrei noticias sobre a queda de mais um ministro da presidente Dilma, escândalos envolvendo Ricardo Teixeira, o ENEM sendo reprovado no exame do ENEM, corrupção, obras da copa atrasadas e coisas do tipo; resumindo, nada de novo!
Parece que nada mais acontece nesse país, sempre ouvi dizer que o Brasil era o país da piada pronta, só que parece que a piada está perdendo a graça, nem os humoristas estão encontrando assunto. Eu ficaria bastante feliz, se as piadas parassem de surgir pelo simples fato de os problemas estarem sendo resolvidos, mas está acontecendo exatamente o contrário, o que parecia absurdo está se tornando normal, cotidiano.
De uma forma estranha, estamos nos condicionando a aceitar esse tipo de coisa, estamos nos acostumando ao absurdo como se fosse algo perfeitamente normal.
Está na hora de acordar, ISSO NÃO É NORMAL!!!
Parabéns ao protesto das vassouras no congresso, pedindo limpeza e transparência (é bom ressaltar que algumas vassouras acabaram sendo “surrupiadas” durante o protesto... pois é, nem eles escaparam), estes protestos são muito válidos, mas está na hora de dar nomes aos bois, fazer protestos direcionados, para ver se alguém se toca que a população sabe quem está nos sacaneando...

BeijUnda e até a próxima (espero que seja em breve)

sábado, 27 de agosto de 2011

Fora Ricardo Teixeira!




Olá Crianças,

O campeonato brasileiro de futebol nesse final de semana será marcado pelos grandes clássicos regionais, como uma estratégia para evitar as famosas “marmeladas” na competição, foi decidido que todos os clássicos seriam realizados na última rodada de cada turno.
As torcidas (nem sempre) organizadas se reuniram com uma idéia, que a meu ver foi brilhante, de criar uma campanha com o título “Fora Ricardo Teixeira”. Creio que grande parte da população brasileira, apaixonada por futebol, tem esse grito engasgado na garganta, talvez mais até do que o tão sonhado “É HEXAAAAA!!!”. Em um momento de rara felicidade, as torcidas se reuniram com o intuito de fazer um protesto pacífico pelo bem do esporte (pois convenhamos, Ricardo Teixeira é uma traça corroendo o que resta de bom no nosso futebol), não haveria violência, apenas algumas faixas em protesto e talvez alguns palavrões (nada fora do costume em um estádio).
Porém a Federação Catarinense de Futebol (FCF) anunciou a proibição dos protestos no clássico local Figueirense x Avaí (http://www.estadao.com.br/noticias/esportes,federacao-catarinense-proibe-protestos-contra-ricardo-teixeira-durante-jogo,763759,0.htm) e já correm alguns boatos que estes protestos também serão proibidos em São Paulo.
Será que estamos vivendo uma ditadura no futebol também? Como se não bastasse ter que aturar o Fidel Castro do futebol brasileiro, ainda temos que gostar?
Por pessoas como este sujeito que, não só o futebol, mas nada no Brasil caminha a passos largos (com exceção da corrupção, é claro).
Só nos resta lamentar, ou simplesmente protestar nas ruas, quem sabe na porta do estádio, além de não ser proibido (ainda), é de graça!!!

Me junto ao coro: FORA RICARDO TEIXEIRA!!!

BeijUnda e até a próxima

quarta-feira, 10 de agosto de 2011

Até parece Brasil...


Olá Crianças,

Às vésperas de uma olimpíada, Londres vive uma grande onda de violência e saques.
Tudo começou com alguns protestos pacíficos, por causa do desemprego, cortes de verbas para projetos sociais e aumento de impostos (esses problemas lhe parecem familiares?), então um belo dia a polícia mata um sujeito negro dentro de um Táxi, por acreditar que era um criminoso (me fez levar do caso do menino Juan no Rio de Janeiro), a polícia jura que era, os vizinhos e amigos juram que não, se sabe que era um rapaz de 29 anos, pai de 4 filhos.
Se era criminoso ou não, não dá para ter certeza, mas também não dá para ter certeza da eficiência do poder de avaliação da polícia de Londres, ainda mais se lembrarmos do caso Jean Charles.
Enfim, a questão é que sabemos, e o mundo inteiro sabe que é apenas uma crise temporária, tudo se resolve e teremos os jogos olímpicos sem maiores problemas (já notou que apesar de todo esse problema, pouco se comenta sobre os jogos olímpicos?), mas uma pergunta que me ocorreu foi: “Já pensou se isso acontecesse no Brasil?!?”.
Teremos os Jogos olímpicos e a Copa do mundo e tudo se transforma em crise, todos os problemas são difíceis demais para serem resolvidos (e são mesmo), mas por que continuamos com esse sentimento de que nada vai dar certo por aqui?
Eu mesmo já critiquei (e critico um bocado) a maneira como estão sendo conduzidos os preparativos para a Copa do Mundo e as Olimpíadas, concordo que todos temos de cobrar transparência, concordo ser um absurdo construir estádios em locais que praticamente não existe o futebol profissional, concordo que é um absurdo usar dinheiro público para financiar a construção de estádios enquanto não temos escolas ou hospitais.
Mas cá pra nós, por que é tão difícil acreditar que pode dar certo? Com todo o respeito, em que somos piores que a África do Sul?
Se o que está acontecendo em Londres acontecesse no Brasil, a mídia já estaria divulgando o Caos e o fim dos jogos e da copa, estaria divulgando a grande vergonha em que o Brasil estava se sujeitando.
Galera, a bola da vez somos nós, os dois maiores eventos esportivos do planeta acontecerão aqui em alguns anos, nós estamos emprestando dinheiro para os Estados Unidos, apesar dos problemas estamos vivendo um período de tranqüilidade, enquanto a Europa se afunda em sua crise financeira.
Por que não podemos acreditar um pouco mais em nós mesmos?
Eu sou muito mais BRASIL...

BeijUnda e até a próxima.


quarta-feira, 3 de agosto de 2011

Leis...


Olá crianças,

Depois de muito tempo estou aqui de volta com um assunto que me chamou a atenção.
Em 2005 foi criado um projeto na cidade de São Paulo, pelo Vereador Evangélico Carlos Apolinário para que fosse estabelecido um dia do orgulho Hétero, este projeto foi aprovado essa semana (http://www.estadao.com.br/noticias/impresso,camara-cria-dia-do-orgulho-hetero-em-dezembro,753462,0.htm).
Esse seria um dia para que os Heterossexuais manifestem suas opiniões e sentimentos, é bastante estranho e agora se você me perguntar se sou a favor disso, te digo sem pensar muito: SIM!
Se você leu meus posts anteriores você verá que eu também sou favorável às manifestações em favor do orgulho Gay, sou sim! Assim como sou favorável à marcha da maconha e a qualquer tipo de manifestação.
O fato de ser favorável à liberdade das pessoas para fazerem a Marcha da Maconha não significa que eu seja favorável a liberação da maconha, pelo contrário, sou totalmente contra a liberação da maconha ou de qualquer outro tipo de narcótico, não tenho conhecimentos sobre seus efeitos medicinais (que é o argumento da maioria das pessoas a favor da liberação), mas sei que seus efeitos quanto droga não são benéficos à saúde, porém isso é outro assunto.
A questão é que sou a favor de qualquer tipo de manifestação PACÍFICA, pois vivemos em uma democracia e essa é a graça da democracia, a liberdade de debate de opiniões.
Não vivi na época da ditadura, mas li muito a respeito e sei que não foi nada bom ter idéias impostas “goela abaixo” pelos militares e sinceramente torço para que isso não se repita.
Mas o que me chama a atenção nessa história é o fato desse projeto estar na câmara desde 2005 e ter atrasado vários outros projetos, cá pra nós, que projetinho mais sem vergonha, para não dizer idiota!
Aí eu penso quantos outros projetos desse tipo não estão tomando o tempo dos nossos queridos vereadores. Com uma busca rápida na net, um projeto que proíbe animais de estimação de receberem nome de gente (Pastor Reinaldo / PTB - RS), um projeto para conceder o título de cidadão paulistano para o Papa Bento XVI (Domingo Dissei / PFL) e um projeto para instituir o dia Estadual do Cachorro (Antônio Pedregal – PT do B).
Quanta criatividade... será que não tem nada mais importante para ser aprovado???

BeijUnda e até a próxima.

quinta-feira, 7 de julho de 2011

Afinal, quem são os vilões?






Olá crianças,

Gostaria primeiramente de me desculpar pela demora em escrever, mas estou com probleminhas tecnicos (sempre com a NET), então estou escrevendo às pressas com uma internet "emprestada".
No meu último Post “O quarto segredo de Fátima”, comentei sobre o sigilo eterno, defendido pelo nosso Jurássico José Sarney e seu novo amigo (inimigo em 1989) Fernando Collor de Melo, até os militares já se disseram favoráveis à abertura dos documentos.
Não vou mais falar sobre o Sarney, porque eu já me estou achando chato e repetitivo (tudo bem que sempre há uma novidade sobre ele), mas sobre as atrocidades cometidas pelos militares, hoje o senhor Navi Pillay, o bam bam bam dos direitos humanos da ONU, pediu para que o Brasil inicie imediatamente (isso mesmo, imediatamente) as investigações sobre as atrocidades cometidas na época da ditadura militar; eu particularmente acho que já estava mais do que na hora de alguém se manifestar a respeito. A impressão que me dava é de que estavam esperando que todos os criminosos morressem para que enfim fossem feitos os devidos julgamentos.
É claro que ainda existem muitos torturadores e assassinos da época, ainda vivos, acreditando que tudo acabará em pizza como sempre, mas vemos alguns poucos se movimentando e eu tenho fé de que a justiça será feita.
Há algumas semanas, foi divulgada uma noticia na Folha (http://www.estadao.com.br/noticias/geral,sp-tenta-tirar-nome-de-general-da-ditadura-de-viaduto,732612,0.htm) onde a prefeitura de São Paulo está com um projeto de desfazer homenagens à algumas figuras da ditadura.
Tudo como deveria ser, com apenas uma ressalva: o que acontecerá com os terroristas contra a ditadura?
Eu não vivi nessa época, mas li um pouco a respeito e sei que grupos como a ALN (Ação Libertadora Nacional), a COLINA (Comando de Libertação Nacional) e outros cometeram crimes contra inocentes também, tudo em nome da Liberdade.
Muita gente morreu nesse período, muita gente inocente e muita gente culpada, espero que as autoridades não procurem culpados apenas de um lado, mas busquem todos os que cometeram esses crimes, seja em nome da “Ordem” ou da “Liberdade”.

BeijUnda e até a próxima

quarta-feira, 22 de junho de 2011

O quarto segredo de Fátima


Olá crianças,
Em uma semana em que foram quebrados os sigilos dos principais sites do mundo, o que mais se fala no Brasil é sobre o sigilo eterno defendido a unhas e dentes por dois personagens muito conhecidos do eleitor, José Sarney e Fernando Collor.
Acontece que alguns documentos considerados ultrassecretos pelo governo são mantidos desde que o Brasil se tornou uma república e com receio de que algumas figuras ilustres da história como o Barão do Rio Branco ou Marechal Deodoro ficassem mal faladas estes segredos foram mantidos a sete chaves. Pouca gente se preocupava com isso até o fim do período da ditadura, onde todos queriam saber sobre as podridões cometidas pelos militares.
Nossa presidenta, durante toda sua carreira política lutou para que esses segredos fossem revelados, porém os dois membros do senado, ambos ex-presidentes, se mostraram bastante contrários a isso. O projeto é de que os documentos secretos pudessem ser abertos após o período de 25 anos e em alguns casos após 50 anos e não mais que isso.
Eu sinceramente não consigo imaginar o que pode sujar mais a bela história desses dois presidentes, mas só pelo fato de ambos serem contrários a abertura dos documentos, eu sou totalmente a favor!!!

BeijUnda e até a próxima.

quinta-feira, 16 de junho de 2011

Negócio de grego

Olá crianças,

Estamos ouvindo falar muito sobre a crise na Grécia e muitos de nós perguntamos, e eu com isso? bem com a Grécia eu não sei, mas a história é bem semelhante a algo que está ocorrendo por essas bandas do Sul da América.
Acontece que o que “lascou” com a vida da Grécia foram os Jogos olímpicos de 2004.
O país gastou 8,9 bilhões de Euros para a sua realização e com menos de 200 dias para as olimpíadas as obras ainda não estavam prontas, por conta dos atrasos algumas obras, como o teto do parque aquático, não foram concluídas.
Enxergaram alguma semelhança com o que acontece hoje na república das bananas?
O governo grego escondeu enquanto pode a verdadeira situação, gastaram um bocado, mostraram ao mundo que eram capazes de realizar um evento dessa magnitude, realmente eram capazes, porém, por conta de um governo ruim o país começou a se afundar em uma crise que, a cada dia que passa se torna pior.
Por aqui não teremos apenas os jogos olímpicos, mas também uma copa do mundo (apenas os dois maiores eventos esportivos do mundo), e como nunca antes na história desse país estamos caminhando para um buraco sem fim, a taxa de juros é cada vez maior, nossa inflação está voltando a passos largos e a carga tributária está pior do que nunca. Particularmente eu tenho uma certa pena da Dilma que acabou assumindo uma mega-bomba de seu antecessor, o presidente que se comparou a Juscelino conseguiu fazer o “inconseguível” (eu sei que essa palavra não existe, mas não encontrei uma melhor), tendo os dois maiores eventos do mundo nas mãos para obter renda e melhorar a infra-estrutura do país, mesmo com a economia estabilizada pelo governo anterior, colocou o país na beira do precipício, mas tenho total confiança de que o PT tomará a decisão correta: Dará um passo a frente...

BeijUnda e até a próxima

quinta-feira, 9 de junho de 2011

Terra de ninguém

Olá Crianças,

Ouço falar de Cesare Battisti desde o finalzinho do mandato do velho molusco, tudo o que eu sabia sobre esse sujeito é que ele havia matado um punhado de gente na Itália e havia corrido para o Brasil para se livrar da pena, pois afinal em todos os filmes de Hollywood o bandido foge para cá e é esquecido.
Ele fugiu para o lugar certo, afinal não foi esquecido, porém encontrou no nosso ex-presidente um padrinho em tanto, um protetor capaz de dar aulas a Don Corleone, o Poderoso Chefão.
Como não sabia direito quem era o fulano, resolvi procurar na internet e para minha surpresa encontrei a foto de uma placa de homenagem em uma rua de Roma com o mesmo nome, confesso que fiquei surpreso, mas logo descobri que este era outro (que era considerado um herói na Itália) e havia morrido em 1916.
Enfim encontrei o protegido do Don Corleone Tupiniquim e a ficha de Battisti não é muito diferente dos bandidos que conhecemos; foi preso pela primeira vez por furto quando tinha 18 anos, dois anos depois foi preso por assalto a mão armada e logo após ser liberto foi preso mais uma vez, dessa vez conheceu Arrigo Cavallina que o introduziu ao PAC (não é o nosso PAC, o que eu não tenho dúvidas de que também hajam alguns criminosos se utilizando da sigla, mas o Proletários Armados pelo Comunismo).
O grupo é acusado de quatro assassinatos, dois deles após resistência de assaltos.
O sujeito foi preso, mas conseguiu fugir e depois de um passeio pela França, México (onde participou até de um Festival do Livro) e França novamente, é ameaçado ser extraditado (o que já deveria ter acontecido a muito tempo, diga-se de passagem), resolve fugir para a república das bananas fazendo antes um tour pela Espanha e Portugal.
Em 2007 foi preso no Rio de Janeiro.
Em 2008 o Comitê Nacional de Refugiados rejeita seu pedido de refúgio.
Até aí tudo certo, dentro da lei, porém em 2008, com a ajudinha de Tarso Genro, um recurso concede a ele o sonhado refúgio baseado na tese de perseguição política.
O Bacana é que Brasil e Itália possuem um acordo de extradição e uma parceria no que diz respeito à criminosos (acho que possuíam).
Não sei se os Petistas confundiram o Battisti com o do começo do século XX, não sei se quiseram compensar o fato do Brasil ter extraditado Olga na segunda guerra ou se já achavam ser de praxe abrigar bandidagem, levando em consideração que o ditador Paraguaio Alfredo Stroessner ficou aqui até morrer; a questão é que por um problema que não era nosso criamos uma situação bastante desagradável com a Itália e essa situação piorou nessa madrugada, pois simplesmente libertaram o homem, isso mesmo, libertaram Battisti, ainda não sei sob qual argumento, mas o cara está na rua!
Enquanto Itália e Brasil brigam para decidir o destino de Battisti, essa hora ele já deve estar preparando seu passaporte com um novo destino, quem sabe agora ele não vai passar o inverno em Bariloche...

BeijUnda e até a próxima.

quarta-feira, 1 de junho de 2011

Que acidente...


Olá Crianças,

Essa semana, nosso amigo José Ribamar Ferreira de Araújo Costa ou para os íntimos José Sarney, inaugurou o “Túnel do tempo” no senado, que nada mais é do que uma galeria com os fatos históricos do nosso glorioso governo;  acontece que nesse painel foi excluído um fato que eu e todos os brasileiros (com exceção de alguns membros da família Collor) consideram importantíssimo.
Este evento que estou me referindo, trata-se nada mais, nada menos do que a maior vitória do povo contra um governo pós-ditadura que é o Impeachment do Presidente e atual senador Fernando Collor de Melo. Após ser questionado sobre o evento excluído Sarney disse que este evento foi apenas um acidente na história e não deveria ter acontecido.
Ouvi uma comentarista da CBN (infelizmente não me lembro quem foi) que falou algo que concordo plenamente: “Um acidente foi o governo Sarney”. Realmente, este foi o maior acidente da história do país, depois de longos anos de ditadura militar e após a morte do VERDADEIRO presidente, aquele que não era exatamente um opositor dos militares assumiu o poder e fez o pior, isso mesmo, o PIOR governo pós-ditadura (até o governo Collor trouxe algum benefício ao país, basta lembrar da abertura econômica e a renegociação da dívida).
Após todas as críticas Sarney deu pra trás, falou que não foi ele quem criou a exposição, de qualquer forma os fatos apagados da história voltarão (http://g1.globo.com/politica/noticia/2011/05/sarney-anuncia-que-impeachment-de-collor-voltara-galeria-do-senado.html) .
E no fim, é como se nada tivesse acontecido... como sempre!

BeijUnda e até a próxima.

sábado, 28 de maio de 2011

Avante Templários!!!

Olá Crianças,

A minha matéria preferida na escola era história e o que mais me fascinava eram as cruzadas. Sempre gostei de estudar sobre guerras, mas as cruzadas, as chamadas “guerras santas”, eram interessantes por que os cruzados ou templários tinham como objetivo principal pregar o amor de Jesus para aqueles que não tinham conhecimento sobre este amor maior, só que se os mulçumanos não aceitassem este amor os templários “desciam a lenha” em cima deles e não sobrava nenhum seguidor de Maomé para contar história.
Desde que me entendo por gente sou cristão protestante e quem me pergunta se sou a favor do casamento gay, minha resposta vai ser sempre a mesma: SIM!
Aí vocês me perguntam, como assim? Você é crente e é a favor do casamento gay?
Sou sim, eu acho que eles tem o mesmo direito dos heterossexuais de cometerem burradas na vida.
Agora você me pergunta se sou a favor da apostila anti-homofobia criada pelo MEC (sempre ele)? Respondo com um categórico: NÃO!
Se me perguntar se sou contra os pregadores que falam sobre sexualidade ou homossexualidade em igrejas, vou responder novamente : NÃO!
Eu sei, eu sei, agora você não entendeu mais nada, pois vou explicar.
Primeiramente, imagino que se você freqüenta determinada igreja é porque você se identifica com ela e, por sua vez, aceitou seguir suas normas ou regras (não adianta, todas tem). Se você não concorda com o que prega a igreja, basta se desligar e encontrar outra em que você se sinta melhor.
Não vou entrar no mérito de qual igreja é ou não melhor (se é que existe uma melhor ou pior), o problema das igrejas é que estão agindo exatamente como os templários agiam, pregam o amor de Deus, mas quem não aceita eles “descem a lenha”. Não são tolerantes com quem não concorda com seu ponto de vista e duvido que Jesus agiria dessa forma, porém um problema que estou verificando é que o movimento gay, que costumava pregar sobre o amor sem barreiras, está agindo exatamente da mesma forma, concordo que deva haver respeito, concordo que as pessoas que praticam homofobia devem ser punidas pela lei (sou da opinião de que a liberdade de um indivíduo acaba onde começa o direito do outro), mas não podemos simplesmente acabar com um direito básico de nosso país que é a liberdade de expressão, eu não quero ficar me policiando com tudo o que vou dizer pelo medo de ser multado ou até mesmo preso; independente de certo ou errado, não podemos permitir uma nova ditadura independente do tipo de ditadura, sexualidade ou homossexualidade não é algo que deve ser ensinado em escolas, NO MEU PONTO DE VISTA isso é algo que cada um deve descobrir sozinho.
O problema é que não se trata mais de legalizar ou não a homossexualidade, se será ou não crime a homofobia, agora se trata de quem sairá vencedor nessa batalha. Lembro que quando era garoto, eu gostava muito de provocar meu irmão e quando minha mãe chegava, não importava se eu estava ou não com a razão, eu queria sempre sair como o certo e é exatamente isso que está acontecendo, dois grupinhos fazendo picuinhas ao invés de tratar o caso com aquilo que é (ou deveria ser) o alvo maior dos dois grupos: o amor.
Só posso dizer uma coisa com relação a isso... vamos crescer galera!!!

BeijUnda e até a próxima.

quarta-feira, 25 de maio de 2011

Num me currege que eu falo como eu querer...


Olá crianças,
Quem acompanhou as notícias da última semana viu que nada de muito diferente aconteceu, tivemos o Ministro Palocci envolvido em polêmicas e correndo o risco de perder o mandato (isso tá com uma cara de Déjà vu), pelo simples fato de ter multiplicado sua fortuna por 20 (ele deveria assumir o FMI, com certeza resolveria todos os problemas da economia mundial); tivemos o caso do taradão do FMI que tentou dar “uns pega” na camareira do hotel e acabou em cana; tivemos o exterminador do futuro revelando que mandou bala na empregada (que dizem por aí que era uma verdadeira baranga); teve marcha para Jesus, marcha da maconha (já imaginei o carro da maconha gritando: Maconha de Piracicaba); anuncio do fim do mundo (agora a festa foi transferida para outubro);  e é claro que não podemos esquecer do presidente da CBF, Ricardo Teixeira sendo acusado pela federação inglesa (e o infeliz não negou) de cobrar suborno para votar na Inglaterra para ser sede da copa em 2018.
Mas algo que me chamou atenção nas últimas semanas foi a cartilha do MEC, em janeiro ocorreu algo parecido onde, em uma cartilha distribuída para a prefeitura de São Bernardo do Campo em São Paulo, aparecia a Antártida no pólo norte;  porém a apostila que foi divulgada nos últimos dias comete erros que eu considero uma das piores aberrações já apresentadas. É nada mais do que um atestado à falta de importância da educação brasileira.
Eu sempre considerei a educação o ponto principal a ser tratado pelo governo, pois, NO MEU PONTO DE VISTA, resolvendo o problema da educação, grande parte dos problemas existentes no país, aos poucos vão se resolvendo automaticamente. Por exemplo, hoje existem muitos desempregados, mas por outro lado, várias vagas a serem preenchidas, cujo empregadores não encontram mão de obra qualificada; poderíamos encontrar exemplo semelhante na área de saneamento básico, ou será que, com um pouco mais de conhecimento dos problemas resultantes da poluição, a população não seria um pouco mais cuidadosa?
A questão é que, eleitores com conhecimentos, na grande maioria, são eleitores que cobram, são eleitores que sabem o que querem e que não votam em qualquer um. Agora me diz, qual a vantagem dos atuais governantes em ter uma população instruída? Eu digo a vocês, NENHUMA!!!
Acreditamos que o coronelismo acabou, mas ele só mudou de forma, a venda de favores em troca de votos sempre aconteceu e enquanto não tivermos um eleitorado instruído sempre acontecerá! O governo segue na cultura do pão e circo, só que nesse circo os palhaços somos nós.
Passamos oito anos vendo o presidente anunciar com orgulho o fato de não ter estudado e ter chegado aonde chegou, agora como dizer para minhas filhas que elas devem estudar sendo que eu estudei e continuo como um assalariado enquanto o Lula não estudou e ganha 100.000 por palestra e o Tiririca (eu nem sei se isso deve ser escrito com letra maiúscula) está ganhando uma graninha fácil na comissão de educação e cultura.
Enquanto isso Fernando Haddad, ministro da educação defende a cartilha e diz que “Quem escreve certo é Deus e, mesmo assim, por linhas tortas”.
Não quero nem imaginar o futuro de nosso país...
BeijUnda e até a próxima.

domingo, 15 de maio de 2011

Meu Brasil Brasileiro


Olá Crianças,

Não sei quantos já ouviram falar de onde veio o “Ordem e Progresso” que está estampado em nossa bandeira, mas basicamente é uma forma reduzida do texto de Augusto Comte "O Amor por princípio e a Ordem por base; o Progresso por fim" (em francês L'amour pour principe et l'ordre pour base; le progrès pour but.) que eram os ideais republicanos por um país melhor (fonte wikipedia). Em nossa bandeira foi retirada a palavra Amor do ideal, sobrando apenas Ordem e Progresso, e parece que esse Amor (ou orgulho) pela nossa pátria acabou sendo retirado de nossas vidas também.
Em uma semana em que nada de muito escandaloso aconteceu, e que o blogspot ficou fora do ar por um tempo (penei para conseguir entrar novamente), resolvi comentar sobre o filme que vi há algum tempo.
Assisti Rio com minhas filhotas, confesso que achei um filme muito bem feito e bem detalhado, talvez eu seja um pouco chato no que vou comentar (até por que foi um sucesso de crítica no Brasil e todo mundo que viu disse que gostou), mas que temos favelas, tráfico de aves, roubos, carnaval todos nós sabemos (a propósito, a cena na Sapucaí foi ótima), o mundo inteiro sabe. A pouco tempo Stallone esteve por aqui para gravar “Mercenários” (desse filme eu até gostei), e quando se encerraram as gravações ele elogiou nosso país (http://g1.globo.com/pop-arte/noticia/2010/07/stallone-faz-comentario-politicamente-incorreto-sobre-filmar-no-brasil.html) dizendo que era um país maravilhoso, pois você poderia explodir o país inteiro e ainda lhe agradeceriam e dariam um macaco para levar para casa.
Aí depois sai o filme Rio, onde imaginava que haveria um foco diferente e a história é exatamente a mesma (macacos assaltantes??? Façam-me o favor...), diga-se de passagem, a cena em que Blu engasga é desnecessária em um filme voltado para o público infantil.
Agora temos em cartaz o filme Velozes e Furiosos que também foi gravado no Rio, não tive ainda a oportunidade de assistir, mas posso apostar que a visão que é passada de nosso país é exatamente a mesma.
Se pararmos para pensar, o filme nacional que mais teve indicações para o Oscar foi “Cidade de Deus”, que como sabemos, história não é exatamente um conto de fadas, mostrando o lado bonito do Brasil.
Às vezes me pergunto o porque dessa visão que o mundo tem sobre o Brasil, conversei com alguns amigos de outros países e tudo o que sabem sobre nosso país é Futebol, Carnaval e Favela. Será que realmente nosso país é só isso? Provavelmente estou no país errado então, pois não vivo em favela, não sei sambar e sou um prego jogando futebol.
Acho que faltou um maior destaque para Bellucci, o brasileiro que teve destaque no Masters 1000 (campeonato internacional de tênis) este ano, ele foi tido um dos melhores do mundo (já está entre os 30 melhores), alguns já o consideram o sucessor de Guga. No meu ponto de vista, ainda falam pouco de Cesar Cielo (acho que esse dispensa apresentações) ou do nosso Judô que é tão vitorioso.
Não vemos darem tanto destaque às nossas praias (que são maravilhosas), como dão destaques às nossas favelas, pouco falam de nosso pólo gastronômico, um restaurante de São Paulo foi eleito entre os 10 melhores do mundo (http://vejasp.abril.com.br/noticias/d-o-m-setimo-melhor-restaurante-do-mundo) e pouco se falou sobre isso.
Existem dois desenhos animados que minhas filhas adoram e são sucessos no mundo inteiro, “Princesas do Mar” (http://www.tvcultura.com.br/princesa-do-mar/)  e “Peixonauta” (http://www.saiunojornal.com.br/peixonauta-desenho-animado-brasileiro-e-sensacao-no-discovery-kids-video-foto-filme.html) . A primeira vez em que assisti as Princesas do Mar, estava em Portugal e achei que fosse uma produção americana.
O problema não está nos Estados Unidos ou no resto do mundo, está em nós mesmos. Temos um espírito muito vira-lata, um espírito de que só o que é bom é o que é de fora.
O mundo acha que o Brasil é assim, por que nós divulgamos um Brasil assim e enquanto não tivermos um pouco de amor e respeito próprio esse será o Brasil que o mundo conhecerá.
Espero de coração que o brasileiro deixe um pouco de ser “coitadinho”, afinal somos um país emergente e, querendo ou não, estamos entre as economias mais importantes do mundo!
Pra cima deles Brasil!!!

BeijUnda e até a próxima!

quarta-feira, 11 de maio de 2011

de volta às aulas

Olá Crianças,

Quando estamos na escola existem várias tribos que são fáceis de ser identificadas. Existem os valentões, que são aqueles sujeitos que, por terem sido geneticamente premiados, abusam dos menos privilegiados (normalmente nerds), colam chicletes em seus cabelos, rasgam os cadernos, e puxam a cueca até que os pobres coitados tenham uma espécie de vasectomia forçada. Existem os populares, que são aqueles caras que, você não entende bem porque, mas todo mundo gosta e todo mundo está perto deles. Existem os Nerds ou CDF´s (já citados anteriormente) que, normalmente, não são tão sociáveis mas, quando é a época de provas bimestrais, todo mundo quer ser amigo. E existem os figurantes, estes são aqueles sujeitos que não se enquadram em nenhuma dessas tribos, é um cara que não faz a mínima diferença se aparece ou não na escola, provavelmente ninguém vai notar, esses normalmente sentam-se no meio da sala e nem a professora sabe seu nome, provavelmente, se você parar para pensar no pessoal que estudou com você no colegial (hoje chamado de ensino médio), lembrará de algumas pessoas, provavelmente essas pessoas que você lembrou, fazia parte de algum dos grupos que citei, você dificilmente se lembrará de um desses figurantes, quem assistia Chaves, vai entender o que eu estou falando (lembre-se que na classe do professor Girafales, existiam vários alunos, porém apenas o Chaves, Quico, Nhonho, Chiquinha, Popis, Godinez e as vezes a Patti falavam, os outros apenas conversavam e ficavam calados quando o Chaves ia dizer alguma bobagem sobre o professor).
Estou me lembrando disso, por que nos últimos oito anos, a política brasileira tem se comportado exatamente dessa forma, alguns valentões, liderados por coronéis e afins que ninguém tem coragem de enfrentar que, mesmo não estando em evidência total, figuram o senado e a câmara dos deputados; tem aqueles populares que estão sempre na crista da onda, sempre pegando os melhores cargos e posições, mesmo quando não tem idéia do que fazer quando os assumem; os CDF´s pobres coitados, que tem idéias boas, algumas caras que aparentam ser confiáveis, mas ninguém dá muita trela e só se aproximam deles perto das eleições; e tem os figurantes.
A questão é que, quem tomou para si o papel de figurante nesse grande colégio eleitoral, foi justamente quem não podia, que foi a oposição. Passamos todo esse tempo assistindo escândalos, mensalões, baixarias e coisas do tipo e a oposição pareceu apática, praticamente morta. Lembro que quando a situação era oposição, eles não davam paz, gritavam, protestavam, faziam greves... estavam errados? É claro que não, é para isso que uma oposição existe, para mostrar o que está errado e o que deve ser melhorado, e temos que concordar, não existe oposição melhor que o PT, eles realmente sabem ser oposição, até quando estavam no poder eles fizeram oposição (tanto que em uma dessas surgiu o PSOL). Porém há muito tempo não vemos nenhuma demonstração de existência de uma oposição, tudo o que encontramos são algumas manifestações aleatórias, desorganizadas de alguns poucos descontentes. Não é para menos que a aprovação do governo Lula tenha sido tão positiva, não tinha ninguém para reclamar.
O partido que deveria fazer este papel, o PSDB, simplesmente deixou o barco correr, não quis dar a cara para bater, acredito que no primeiro mandato estavam esperando que o Lula fizesse alguma bobagem e, dessa forma, ele cavasse sua própria cova, ele fez, porém estava muito bem assessorado e tudo foi para debaixo do tapete. Já no segundo mandato, tentaram esboçar alguma coisa, mas novamente morreram antes de fazer alguma coisa e estamos aí no terceiro mandato de um governo aparentemente perfeito, fico pensando se eu que sou o chato e só vejo problemas, mas não consigo me conformar que apenas eu não goste desse governo.
A verdade é que o PSDB foi incompetente como oposição e a prova disso está em evidencia nos noticiários que, desde o mês passado, vem informando um racha no partido que ameaça inclusive sua existência. O que é noticiado é que alguns poucos estavam tentando centralizar o poder, outros dizem que é por causa da criação do novo partido, outros dizem que é por causa de diferenças ideológicas; essa semana o governador de São Paulo, Geraldo Alckmin, disse que o racha é resultado de uma ação para dizimar a oposição (http://www.estadao.com.br/noticias/nacional,alckmin-ve-acao-para-dizimar-a-oposicao,716459,0.htm) , independente de qual seja o motivo do racha, a culpa toda é da incompetência do PSDB, seja administrativa ou ideológica, e se realmente for uma ação para dizimar a oposição, parabéns ao governo, pois se mostraram mais competentes e conseguiram chegar ao seu objetivo, por pior que ele seja.

BeijUnda e até a próxima.

segunda-feira, 9 de maio de 2011

Mais fácil do que tirar doce de criança...

Olá Crianças,

O meu primeiro post nesse blog foi sobre a educação (http://nadasobremuito.blogspot.com/2011/03/ingreis-eu-nao-cei-mas-em-portugueis.html) e minha revolta com a baixa qualidade e pouco investimento nessa área.
Ontem, assistindo o Fantástico vi uma reportagem que me deixou mais revoltado ainda com a situação da educação, a reportagem falava sobre a situação da merenda escolar, mostrava escolas, na grande maioria, em cidades afastadas das capitais, onde as crianças praticamente não tinham comida nenhuma ou tinham comida de baixíssima qualidade.
Escolas onde a comida estava totalmente estragada, escolas onde o cardápio era digno de um restaurante, porém a realidade não era digna nem de abrigos (eu já servi, em trabalhos comunitários, comidas bem melhores do que as mostradas na reportagem e com um custo infinitamente inferior) e no que eu considero a pior das situações, as crianças eram dispensadas mais cedo por não terem o que comer na escola. Essa situação me deixou extremamente comovido, revoltado e de certa forma enojado com a política brasileira, não que antes eu tivesse algum tipo de admiração, mas achei o cúmulo, não consigo encontrar palavras para descrever quem tira vantagens de crianças, quem tira o alimento de crianças para enriquecer, algumas crianças andam kilômetros até a escola, em alguns casos, para simplesmente terem algo para comer e alguns MALDITOS, tiram a única chance dessas crianças de se alimentarem durante o dia.
Sabia dos casos de Alagoas e Manaus que estão em maior destaque ultimamente (http://www.estadao.com.br/noticias/nacional,pf-investiga-suposto-desvio-de-verba-federal-no-am,706369,0.htm ,
mas como não tinha muito conhecimento dos casos para divulgar, resolvi fazer uma busca no google sobre notícias para poder comentar e fiquei impressionado com a quantidade de casos que foram trazidos. Experimentem fazer essa busca e tenho certeza que também se impressionarão.
No desenho “Os Simpsons”, o episódio "Mayored to the Mob", mostra uma companhia que era responsável pela merenda escolar enviando leite de ratos para alimentar as crianças (tinha até uma ordenha eletrônica para tirar o leite das ratinhas), o que está acontecendo no Brasil hoje é exatamente a mesma coisa e enquanto eles fazem isso nós aplaudimos! Isso mesmo, estamos aplaudindo esses senhores, aplaudimos nos momento em que votamos nesses sujeitos, quem perdeu um tempinho para ver as notícias de hoje, reparou que as dívidas dos partidos serão perdoadas (http://www.estadao.com.br/noticias/nacional,manobra-liquida-dividas-de-partidos-com-verba-publica,716580,0.htm), ou melhor, criaram um artifício para que fossem pagas com o dinheiro público (isso mesmo, aquele dinheiro que era pra merenda das crianças), e no mesmo jornal vi a notícia de que o nosso amigo Delúbio (que no último post eu anunciei que estava voltando), vai receber um churrasco de seus amigos (http://www.estadao.com.br/noticias/nacional,churrasco-e-shows-para-a-volta-de-delubio,715967,0.htm) para celebrar o seu retorno (advinha quem está pagando o churrasco....), só posso lamentar tudo isso, e recomendar a, quem tiver oportunidade, aparecer no churrasco, afinal quem está pagando é você!!!

BeijUnda e até a próxima!

quarta-feira, 4 de maio de 2011

Obama 1 x 0 Osama


Olá Crianças,

Essa semana, a notícia que foi destaque no mundo inteiro foi a morte de Obama Bin Laden, opa, Osama Bin Laden... quem morreu foi o Osama e não o Obama, Obama é o cara que matou, ou melhor, mandou matar. Essa pequena Gafe de confundir o Osama (morto) com o Obama (vivo), foi cometida diversas vezes essa semana (http://odia.terra.com.br/portal/mundo/html/2011/5/tv_americana_comete_gafe_ao_confundir_osama_com_obama_161657.html) , sendo uma pelo Porta voz da chanceler alemã, uma pela Fox News e outra pela Record News (estes são os casos que eu soube), mas não podemos incriminar ninguém, afinal os programas são ao vivo e os nomes são parecidos e o próprio Obama (ou foi o Osama?), dias atrás apresentou seus documentos (http://www.correiodemocratico.com.br/2011/04/obama-divulga-certidao-para-provar-que-nasceu-nos-eua/) para provar que era realmente americano (se fosse no Brasil, a turminha do “politicamente correto” já iria dizer que era alguma ação racista ou algo do tipo “só porque o presidente é negro”). A notícia não só serviu para ofuscar o casamento do príncipe Willian, a beatificação de João Paulo II (esperaram tanto para pegar o homem, podiam pelo menos ter esperado um pouco mais para não estragar a festa do Vaticano) e a pneumonia da Dilma; ou para criar um festival de gafes como a do vereador de Goiás Valmir Jacinto que pediu um minuto de silêncio pela morte de Bin Laden (http://www.clickpb.com.br/artigo.php?id=20110504021202&cat=brasil&keys=vereador-pede-minuto-silencio-bin-laden-fala-malentendido).
Para alguns serviu para criar uma série de dúvidas, como por exemplo: onde está o Corpo? Se ele estava desarmado (conforme foi informado pelo próprio governo americano), por que não o prenderam? Onde estão as provas da morte do homem? E a principal, afinal de contas o que estavam fazendo no Afeganistão se o Inimigo estava no Paquistão? É claro que não podemos levar muito em consideração o conhecimento de geografia dos americanos, pois até hoje ainda acreditam que a capital do Brasil é Buenos Aires e quando as torres gêmeas foram atingidas (Pelo Bin Laden) , eles atacaram o Iraque (do Saddan).
O ponto mais importante dessa morte, não é o fim do terrorismo (que eu acredito que vai aumentar como forma de represália), ou o sentimento de justiça do povo americano, mas sim o aumento da popularidade de Obama (a popularidade do Osama já era), que no dia seguinte após o anúncio subiu 11% (Se ele mata um terrorista por semana, em 3 meses ele tem a aprovação que o Lula tinha).
A única conclusão que consegui chegar com tudo isso é de que, não importa o país, não importa a escolaridade, não importa o governante, como George Orwel tentou mostrar em vários de seus livros, o povo é facilmente manipulado, conforme disse Juvenal em a comédia, tudo o que é preciso para conquistar o povo é Pão e circo (isso mesmo, não foi Maquiavel quem disse isso).
De qualquer forma, no fim das contas o que importa é que (como disse a BBC) “OBAMA IS DEAD”.

BeiJunda e até a próxima.

sábado, 30 de abril de 2011

O Fim do mundo vem aí!!!

Olá Crianças,

O ano mal acabou e já estamos praticamente na metade, o mês de maio começa amanhã e por este motivo, comecei a lembrar que em breve estaremos em 2012, o último ano do calendário Maia, ano místico que carrega várias teorias sobre o fim do mundo.
Lembro que, quando estávamos próximos da virada de 1999 para 2000, também houve uma grande expectativa para o fim do mundo (nunca entendi o porque a expectativa para o fim do mundo), além da expectativa para o fim do mundo, havia uma expectativa para o bug do milênio. Muita gente se preparou para ambos os eventos (eu inclusive trabalhei um bocado por causa do Bug do Milênio) e no final das contas nada aconteceu (talvez os problemas relacionados à Informática provavelmente não ocorreram por essa preparação).
Depois do mundo não ter acabado, previram outros finais (alguns bem drásticos) e a última previsão é para o ano que vem, é claro que todos estão meio céticos quanto a isso (eu sou um desses), porém estes últimos meses aconteceram algumas coisas que podem ser sinais de que os maias realmente estavam corretos.
O primeiro “acontecimento” ocorreu em fevereiro quando, Francisco Everaldo Silva, o Tirirca, após penar para provar que sabia ler e escrever foi escolhido para fazer parte da comissão de Educação Cultura (http://veja.abril.com.br/noticia/brasil/tiririca-vai-integrar-comissao-de-educacao-e-cultura-na-camara-dos-deputados), é isso mesmo, COMISSÃO DE EDUCAÇÃO E CULTURA!!! Me assustei um pouco mas achei que poderia ser um equívoco, ou apenas uma piada, afinal Tiririca é um palhaço. Mas essa semana outra bomba tomou conta de parte dos noticiários, mas acabou abafada pelo casamento do Principe Willian e da (agora princesa) Kate; essa bomba teve como protagonista, ninguém menos que Renan Calheiros (Falem a verdade, vocês estavam com saudades dele) que foi escolhido para fazer parte do conselho de ética, isso aí, CONSELHO DE ÉTICA (http://oglobo.globo.com/pais/mat/2011/04/26/senado-elege-renan-calheiros-para-conselho-de-etica-do-senado-924328717.asp)!!! e como diriam as organizações tabajara, “e não é só isso!!” ele foi eleito presidente do conselho. PAREM O MUNDO QUE EU QUERO DESCER!!!
Depois de ter seu nome envolvido com casos de uso de “Laranjas” para emissão de notas fiscais frias, trafico de influências para a compra de uma fábrica de refrigerantes, desvio de dinheiro público e espionagem (um currículo de dar inveja a Al Capone), foi liberado pela invalidação da lei da ficha limpa (http://nadasobremuito.blogspot.com/2011/03/respeitavel-publico.html) e agora, aí está, o novo presidente do conselho de ética. Pelo menos uma coisa temos de admitir, de ilegalidade esse aí entende bem, vai ser difícil mentir para ele.

aaahhhhh... lembram do Delubio?? ele está voltando também!!!
Acho que em momentos como esses, alguns de nós começa a torcer para que o mundo acabe mesmo em 2012.

BeijUnda e até a próxima!

terça-feira, 26 de abril de 2011

AI18

Olá Crianças,

Um fato que tomou espaço em alguns noticiários foi a atitude tomada pelo nosso grande amigo, o Senador Roberto Requeijão, digo Requião,  para com um repórter após ter sido perguntado se, caso o estado do Paraná precisasse entrar em contenção de gastos, ele abriria mão de sua aposentadoria; após ameaçar bater no repórter, tomou seu gravador e como se não bastasse, o gênio ainda anunciou orgulhosamente seu feito no twitter.
Só para entendimento, o Senador Roberto Requeijão, que foi governador do estado do Paraná (e todos os outros ex-governadores do estado) tem direito a uma aposentadoria vitalícia de aproximadamente 24 mil reais mensais (http://www.gazetadopovo.com.br/vidapublica/conteudo.phtml?tl=1&id=1117511&tit=Aposentadoria-para-ex-governador-continua-a-valer-no-PR) isso está sendo extremamente questionado no estado, devido ao rombo que está formando no orçamento, porém o fato do governador estar mamando na teta do estado é história para outro post, o que está em questão agora é a atitude do sujeito. Por causa de uma denúncia feita à família do Presidente do Senado, José Sarney (sempre ele), o Jornal O Estado de São Paulo está sob censura desde 2009 (veja a matéria http://www.estadao.com.br/pages/especiais/sobcensura/), todos devem lembrar o auê que foi criado no segundo mandato do velho molusco pela idéia genial de se criar um comitê para controle da imprensa, ouvimos histórias constantes de jornalistas e colunistas que sofrem processos por tentar expor a verdade sobre aqueles que se dizem representantes do povo.
Todos dizem ser contra a censura e abominam os atos institucionais (http://pt.wikipedia.org/wiki/Atos_Institucionais) impostos no período da ditadura militar (período esse em que vários desses “representantes do povo” aproveitaram para mamar na teta dos militares – o Sarneyzinho era um desses), porém de maneira indireta e camuflada estão aplicando uma espécie de “censura leve”, onde a imprensa é autorizada apenas a divulgar o que convém, talvez seria o caso de declarar como único noticiário oficial e válido para o país o informativo “A voz do Brasil” (que eu conheço como “Falando Sozinho”).
Pelo jeito, é bom tomar cuidado com o que fala, pois podemos acabar presos ou exilados.

BeijUnda e até a próxima!

domingo, 24 de abril de 2011

Bem vindo ao futuro.

Olá crianças,
Ontem morreu em Tóquio Norio Ohga, conhecido como o pai do CD, na década de 80 liderou na Sony o projeto de criação de CD.
Quando eu paro pra pensar que o CD já existe há quase 30 anos, começo a lembrar que meus pais tinham (e ainda tem) discos de vinil do Roberto Carlos (é proibido fumar) e da novela “estúpido cupido” e eu ouvia isso quando criança; já adolescente ficava grudado no rádio, esperando a música que eu tanto gostava, porém não podia comprar o disco, tocar no rádio para gravar em minha fita cassete (às vezes passava horas com o dedo no botãozinho vermelho de REC, pois se perdesse o momento exato do início, tinha de esperar até o próximo dia) e ainda precisava torcer para que não houvessem propagandas ou a vinheta da rádio no meio da música, bons tempos heim... acho que não!
Com o advento do CD, esquecemos as fitas cassete, meu walkman amarelo teve de dar lugar ao diskman que paguei em 15 suaves prestações (prestações essas que duraram mais do que o próprio diskman), não muito tempo depois vieram os MP3 players, MP4, MP5 e quando estávamos quase no MP350 conhecemos o IPod e todas as bugingangas da tão famosa “maçã mordida”.  A música não foi a única a passar por este processo tão rápido de renovação, quem tem mais de 25 anos deve lembrar dos computadores 286 ou 386 que eram verdadeiras máquinas! Ou quem não ficou feliz quando a mãe comprou o primeiro forno microondas? Tudo era motivo para requentar  a comida, o que dizer então da telefonia celular? A primeira vez  que vi um telefone celular, foi de uma amiga na faculdade (bem burguesinha) e seu celular era praticamente um orelhão da TELESP (quem não lembra da TELESP, pergunte para o pai ou procure no Google) de tão grande que era. Hoje quanto menor melhor, e já podemos fazer videoconferências de qualquer lugar pelo Celular.
Já existem as chamadas casas do futuro (veja um exemplo no vídeo abaixo) que nos fazem lembrar os Jetsons (quem não assistiu esse desenho e sonhou em ter um carro voador?), vários jornais e revistas já fizeram matérias comparando o “Mundo dos Jetsons” com os dias de hoje e a única conclusão que conseguimos chegar é que o futuro é agora.
Aproveite o Futuro!!!


BeijUnda e até a próxima!

quinta-feira, 21 de abril de 2011

Se Deus é brasileiro, então ele sacaneou Rondônia


Olá Crianças,

Hoje em minhas andanças pelo youtube, encontrei uma apresentação de Rafinha Bastos em que ele contava essa piada, logo após algumas declarações de que em Rondônia haviam pessoas feias; eu estive em Rondônia algumas vezes, a última vez que estive foi a trabalho, porém já fui em viagem de férias e você deve se perguntar, o que diabos fui fazer em Rondônia nas férias, tenho familiares por lá e ao dizer isso sei que passa na cabeça de todos (principalmente os que me conhecem) que o que Rafinha Bastos falou não foi uma mentira.
Enfim realmente não foi uma mentira, tem muita gente feia em Rondônia, assim como tem muita gente feia no Amazonas, tem muita gente feia no Mato Grosso, muita gente feia no Paraná (nem tanto assim) e muita gente feia em São Paulo; isso foi apenas uma piada, quem nunca fez nenhuma piada sobre outro estado? Eu lembro de uma comunidade no Orkut que dizia que o Acre não existe (você conhece alguém nascido no Acre? Alguma pessoa famosa do Acre? Já ouviu alguma notícia sobre o Acre? É por que o Acre não existe!), já ouvi dizer que a única função do Espírito Santo era separar Minas do Mar, fui para Aracaju-SE e achei uma das cidades mais bem estruturadas e bonitas que já conheci, porém entre a avenida da orla e o mar existe um grande (grande mesmo) pedaço de areia, então ouvi alguns Alagoanos dizendo que para a praia de Aracaju ser perfeita só precisam levar o mar para lá. Ou piadinhas de gaúchos, paulistas, cariocas; todo mundo já ouviu uma piada sobre seu estado e já contou uma piada sobre outro estado, então por que toda essa hipocrisia de “lutar para defender Rondônia” ? vi vários vídeos de pessoas indignadas com as piadas dele, pessoas ofendendo e coisas do tipo.
Sabe o que eu acho de tudo isso? Eu acho que o mundo anda muito “dodói”, tá todo mundo cheio de frescura com tudo, concordo que devemos respeitar as pessoas, ser politicamente corretos, porém frescura em excesso também enche o saco!
Isso está acontecendo em tudo, na TV, no dia a dia, no futebol;  aqui em Curitiba, o Coxa está prestes a se tornar campeão estadual invicto, fato que pode acontecer no próximo final de semana no estádio de seu maior rival, o Atlético Paranaense e vocês sabem o que foi pedido aos jogadores? Que se realmente eles se sagrarem campeões não comemorem para não provocar a torcida adversária. Como assim não comemorar um título?? Fico imaginando os jogadores, após a conquista do título, saindo cabisbaixos do estádio e a torcida totalmente comportada, indo para seus lares estourarem um champanhe pelo título. Isso não é futebol! Alguns dias atrás Neymar foi expulso por usar uma máscara dele mesmo no jogo, a que ponto chegamos? Logo logo, após um drible o jogador terá de se desculpar.
E na TV, lembro que os dois humoristas que mais me divertiam quando criança eram Tião Macalé, Mussum e Jorge Lafond, eles eram engraçadíssimos, Tião Macalé (imagem) era mais feio do que briga de foice e utilizava isso para fazer humor, Mussum com os seus bordões do tipo “quero morrer preto se não for verdade” ou “cacildis” me faziam chorar de rir, e Jorge Lafond? Era a união de todos os estereótipos possíveis, era negro, gay e feio, e o fato de rirem dele não o fez inferior, fez com que se tornasse na grande estrela que foi, depois da morte desses astros do humor o que nos sobrou? Um Didi totalmente apelativo e sem graça e uma “Zorra Total” cuja sua música de abertura é apenas um sinal de que chegou a hora de trocar de canal.
Vamos sim respeitar as nossas diferenças, respeitar as pessoas, mas não vamos deixar morrer algo que faz do Brasil um país único, nosso jeito alegre de ser e enxergar nossos problemas e diferenças.
Não vamos transformar o  Brasil em uma “Zorra Total”.

BeijUnda e até a próxima!

terça-feira, 19 de abril de 2011

Feliz dia do índio


Olá crianças,

Hoje é dia do índio, e lembro que quando era criança nós nos fantasiávamos de índio (não usávamos tanga, apenas colocávamos cocar), aprendíamos sobre a cultura e como eles foram importantes para nossa história.
Em suma, aprendíamos a admirar e respeitar aqueles que são, na verdade, os donos de nosso país. Acontece que parece que um dia é muito pouco para um povo que é tão importante. Quando chega o dia 19 de abril, automaticamente me lembro do famoso índio Galdino, que um dia depois do dia do índio (o seu dia), em 1997 foi queimado vivo em um ponto de ônibus de brasília por jovens (Tomás Oliveira de Almeida, Max Rogério Alves, Eron Chaves Oliveira e Antônio Novely Cardoso Vilanova) que em sua defesa alegaram tê-lo confundido com um mendigo (se fosse um mendigo então tudo bem....). Praticamente nada aconteceu a esses jovens, pelo simples fato de terem dinheiro e hoje eles são doutores respeitados onde residem.
Pouquíssimas pessoas se lembram desse fato, pelo simples fato de os indios terem apenas um dia para serem lembrados, o que aconteceu com esses jovens não foi um fato isolado, hoje o governo federal tenta queimar algumas centenas de Galdinos, pois sem as devidas análises prévias, tenta construir uma usina hidrelétrica em Belo Monte no rio Xingu de onde, muitos desses Galdinos tiram seu sustento. A idéia é de que continuará havendo água para esses índios, porém todos nós sabemos que na primeira seca (o que não é incomum naquela região) as comportas serão fechadas e a comunidade indígena ficara jogada a sorte. É sempre a mesma história de sacrificar alguns pelo benefício de muitos... Os muitos não sabemos quem são, mas os sacrificados certamente serão os índios de Belo Monte.
Feliz dia do índio!!!

...Quem me dera ao menos uma vez que o mais simples fosse visto como o mais importante, mas nos deram espelhos e vimos um mundo doente... (Indios, Legião Urbana)

BeijUnda e até a próxima.

sábado, 16 de abril de 2011

Loucura, Loucura, Loucura...

(caricatura retirada do site http://www.pointx.com.br/eronmania/caricaturas.htm e utilizada em uma montagem totalmente porca feita por mim)

Olá Crianças,

Estou em casa assistindo Soletrando do Caldeirão do Huck por pura falta de opção (assistir TV em um sábado à tarde é totalmente deprimente, pois nem a TV aberta nem a TV a cabo oferece nada de bom), e falta de opção é algo interessante, por que acabamos aceitando coisas que jamais aceitaríamos em outras situações, vide Tiririca (eu sei que pego demais no pé dele, mas não me conformei ainda), Collor, FHC, Lula e Dilma.
Nas primeiras eleições diretas para presidente (aquela que o Collor ganhou), tivemos varios candidatos, eu ainda não votava, mas me lembro de alguns deles, como o Ulysses Guimarães (não esqueço por causa da musiquinha: Bote fé no velhinho que o velhinho é demais...), Afif (Juntos chegaremos lá...), Lula (Lula-lá, brilha uma estrela...), Collor (vamos colorir...), enfim, um show de grandes composições, praticamente um Rock in Rio eleitoral, sem contar com a estréia triunfal de Enéas Carneiro (meu nome é ENÉAS).

Lembro que via as pesquisas e o Collor esteve na frente quase todo o período, com exceção de quando Silvio Santos resolveu participar da campanha, apesar de nenhuma experiência política Silvio Santos assumiu a dianteira das pesquisas no momento em que se lançou candidato, pelo simples apelo popular que possuia e se sua candidatura não fosse impugnada (por irregularidades em seu partido o PMB), certamente seria eleito em primeiro turno. Se seria ou não um bom presidente não tenho como dizer, os americanos passaram por situação semelhante com a eleição de Ronald Reagan (que era ator, porém antes de presidente foi governador da Califórnia, assim como Schwarzenegger).
Essa semana o apresentador Luciano anunciou seu desejo de ser presidente do Brasil, não agora, mas talvez em 10 anos e um amigo meu perguntou-me se eu votaria nele, automáticamente respondi que votaria, pois ele tem alguns trabalhos comunitários e parece ser uma pessoa de bem... hoje assistindo seu programa pensei bem no que havia dito e como uma pedra a razão bateu em minha consciencia, que loucura eu disse... votar em um sujeito pelo simples fato de parecer uma boa pessoa e fazer alguns trabalhos voluntários? dessa forma eu poderia eleger até um traficante.
Infelizmente o Brasil está (assim como sempre foi) tão carente de bons administradores, bons políticos que o povo acaba abraçando o primeiro "bom sujeito" que aparece, e me pergunto, até quando seremos reféns dessa situação? até quando ficaremos satisfeitos com qualquer coisa?
Enfim, desliguei a TV e vou ler um pouco... viva Dostoiévski!

quarta-feira, 13 de abril de 2011

Mãos ao alto!


Olá Crianças,

Após o massacre cruel e covarde de Realengo, um assunto que voltou à pauta foi a liberação ou não de armas de fogo para a população, foi feito um plebiscito em 2005 para definir se a população era a favor ou não do comércio de armas de fogo.
Segundo o Estadão, foi gasto pelo TSE R$ 252 Milhões, sem contar gastos com campanhas contra e a favor. O presidente do nosso Senado, José Sarney, disse que a opinião pública muda, mas será que muda tão rápido assim? ou estão se aproveitando de um fato para manipular o povo da maneira como acham conveniente?
Eu nunca usei uma arma de fogo, eu nunca peguei em uma arma de fogo, acho que o único contato que tive com armas de fogo, foram duas vezes em que fui assaltado, sendo que em uma delas o assaltante sequer me mostrou a arma, ele simplesmente colocou a mão na cintura e eu entreguei o dinheiro (provavelmente era uma carteira ou um estojo que fazia o volume, o fato é que nunca terei certeza). Porém sou totalmente contra a proibição do comércio de armas e vou explicar o porque.
Os sujeitos que me assaltaram (pra falar a verdade, eu acho que só um deles tinha uma arma realmente), eu tenho total certeza, de que não adquiriram suas armas por meios legais, os traficantes dos morros do Rio de Janeiro, não conseguiram seu armamento através de meios legais (alguns inclusive são provenientes de exército e polícia, como já foi mostrado em diversas reportagens) e o assassino Wellington Menezes de Oliveira não conseguiu suas armas através de meios legais. Quem acha que sujeitos como esses devolveriam suas armas, ou abriram mão de utilizar essas armas é bastante ingênuo, assim como quem acha que o tráfico ilegal de armas irá diminuir.
Assim como nunca tive uma arma, não quero ter, porém eu quero ter o benefício da dúvida, pois uma vez aprovado o plebiscito ou referendo (não sei qual será o sistema), todo bandido saberá que pode entrar tranquilamente em qualquer residência que não haverá risco de resistência. Os bandidos continuarão armados.
Outro ponto que me deixa no mínimo curioso é a urgência com que estão querendo votar este plebiscito (estão prevendo a votação para 2 de Outubro deste ano ainda), sendo que temos outro assunto sendo votado na câmara que quase não é informado para a população e imagino ser bem mais urgente e bem mais interessante para um plebiscito que é a REFORMA POLÍTICA.
Vocês sabiam que uma das propostas para essa reforma política é o fim do voto direto? Nós não votaríamos mais em um candidato, mas sim em uma lista, uma espécie de legenda política onde votaríamos em um pacotão de candidatos e o partido escolheria qual deles governaria (é como comprar um pacote de papel higiênico, só que nesse pacote, ao invés de serem todos macios, com três folhas e picotados, existem alguns parecidos com lixa de serralheiro), por que não é feito um plebiscito sobre isso? POR PURA CONVENIÊNCIA. Eu não consigo ver outra resposta para este plebiscito sobre as armas além da mudança de foco, o povo já escolheu sobre isso, temos outros assuntos que gostaríamos de opinar (em algo que não é constitucional, pois a segundo a lei o voto DEVE ser direto), porém quem somos nós para questionar algo resolvido por nossos ilustres senadores e deputados? Nossa única função nessa zona toda é pagar a conta da cafetina...

BeijUnda e até a próxima.

segunda-feira, 11 de abril de 2011

Herrar é Umano


Olá Crianças,
Semana passada estava procurando um lugar para estacionar no shopping e para variar estava lotado, enquanto procurava a tão sonhada vaga vi um carro parando em uma vaga de deficientes, como não tinha para onde ir (estava parado no trânsito dentro do estacionamento do shopping, era quase uma Radial Leste), fiquei observando o carro. Para minha surpresa saiu um casal de namorados (imaginei que fossem namorados pelo local onde se encontrava a mão do rapaz) que aparentemente não tinham mais que 30 anos de idade.
Sinceramente a minha vontade foi de jogar o carro em cima deles e dessa forma transformá-los em pessoas honestas.
Mas afinal de contas, o que é honestidade?
Segundo o dicionário on-line, honestidade é: “qualidade de honesto, honradez, probidade, decoro, castidade, pudor, recato”, em seguida fui pesquisar decoro (que teoricamente é um sinônimo) e encontrei: “dignidade, moral, nobreza, respeito de si mesmo e dos outros”.
A última definição foi o que mais me chamou a atenção, respeito de si mesmo e dos outros, ao ler esta definição, lembrei-me de um episódio da minha infância.
Quando eu tinha 12 anos de idade, a maior febre entre os garotos eram os Fliperamas. Todo garoto que se prezasse era bom em algum jogo, o meu jogo era o Golden Axe, onde um Anão, uma Amazona e um Guerreiro lutavam contra todo o tipo de criatura (Caveiras, dragões, magos, guerreiros, etc) para salvar o Rei e a Rainha de seja lá qual for a terra deles. Eu realmente era muito bom nesse jogo, porém havia um problema, minha mãe, assim como todas as mães do bairro, detestavam os fliperamas porque, segundo elas, eram pontos de drogas (o que provavelmente era uma verdade); sendo assim ela nunca me dava dinheiro para que eu mostrasse o meu “talento” ao mundo .
Eu precisava de outras formas de conseguir o dinheiro, guardava alguns trocados que ganhava de meus pais, consegui alguns empreguinhos vendendo material de limpeza, mas o dinheiro mal dava para uma ficha. Certa vez minha mãe pediu para que eu fosse comprar pães, então tive a brilhante idéia de pegar os pães e sair sem pagar, porém como eu nunca havia roubado nada, não sabia muito bem como proceder. Me planejei como se fosse roubar o Banco Central, passei pela frente da padaria pelo menos 10 vezes para observar o movimento, prestei atenção nos horários em que o caixa da padaria não estava tão atento ao movimento e fui colocar em prática o meu plano malígno.
Pedi os pães, me dirigi ao caixa e quando estava próximo, saí em disparada para minha fuga gloriosa. O problema que eu não contava era que um vizinho meu, meio gordinho havia me seguido até a padaria (sabe-se lá para que), e no momento da fuga o infeliz foi pego pelo dono da padaria. Nesse momento eu imaginava que tudo havia corrido muito bem, levei o pão em casa e corri em direção a glória (em busca de um novo recorde).
Mais tarde, ao chegar em casa, minha mãe me aguardava com um cinto na mão, ao ver aquilo eu tinha certeza que ela havia descoberto tudo, eu só não sabia como, porém enquanto a cobra fumava, em meio a meus gritos de “Chega mãe, pelamordedeus” ela me contava da vergonha que havia passado, com a visita do dono da padaria, e pior ainda (segundo ela), o pobre do J... que não tinha nada a ver com a história quase foi preso pelo meu crime (ela costumava exagerar um pouco), foi assim que descobri como ela havia descoberto.
Como se não bastasse a surra, ela me levou até a padaria, com o dinheiro para pagar o pão, fez com que eu pagasse ao caixa e me desculpasse com praticamente todos os funcionários da padaria. Agora vocês imaginem o dia seguinte quando fui comprar pão...
Agora vocês devem se perguntar qual a relação entre o falso deficiente e o pão?
A ATITUDE! A vontade de levar vantagem, mesmo que outros sejam prejudicados, essa vontade que faz com que alguns de nós pague um “café”, para escapar de uma multa, que faz com que alguns de nós fique calado ao receber mais do que deveríamos no troco, ou nos faz mentir para burlar o imposto de renda.
Sei que parece bobagem, mas as mesmas pessoas que tem este tipo de atitude são as que reclamam da corrupção no governo, mas provavelmente fariam a mesma coisa se estivessem no poder.
Enfim, acho que falta um pouco mais de cinto, para que esse país realmente seja sério... pergunte se eu roubei novamente.........

BeijUnda e até a próxima!