Seguir por e-mail

quarta-feira, 22 de junho de 2011

O quarto segredo de Fátima


Olá crianças,
Em uma semana em que foram quebrados os sigilos dos principais sites do mundo, o que mais se fala no Brasil é sobre o sigilo eterno defendido a unhas e dentes por dois personagens muito conhecidos do eleitor, José Sarney e Fernando Collor.
Acontece que alguns documentos considerados ultrassecretos pelo governo são mantidos desde que o Brasil se tornou uma república e com receio de que algumas figuras ilustres da história como o Barão do Rio Branco ou Marechal Deodoro ficassem mal faladas estes segredos foram mantidos a sete chaves. Pouca gente se preocupava com isso até o fim do período da ditadura, onde todos queriam saber sobre as podridões cometidas pelos militares.
Nossa presidenta, durante toda sua carreira política lutou para que esses segredos fossem revelados, porém os dois membros do senado, ambos ex-presidentes, se mostraram bastante contrários a isso. O projeto é de que os documentos secretos pudessem ser abertos após o período de 25 anos e em alguns casos após 50 anos e não mais que isso.
Eu sinceramente não consigo imaginar o que pode sujar mais a bela história desses dois presidentes, mas só pelo fato de ambos serem contrários a abertura dos documentos, eu sou totalmente a favor!!!

BeijUnda e até a próxima.

3 comentários:

  1. Só uma coisa a dizer: quem não deve não teme, não é mesmo, minha gente? (by Regina Duarte :P )

    ResponderExcluir
  2. eu estou com problemas na internet em casa e estava acessando só do celular..rsrs

    ResponderExcluir