Seguir por e-mail

sábado, 6 de junho de 2015

Melhor possível!!!



Prometo fazer o melhor possível para cumprir meus deveres para com Deus e minha Pátria;
Obedecer à Lei do Lobinho e fazer todos os dias uma boa ação.
Essa é a promessa que todo lobinho deve fazer para receber seu lenço e ser oficialmente aceito em uma matilha, o primeiro passo para se tornar um escoteiro. Após 30 anos do dia em que fiz essa promessa, ainda lembro e sinto saudades daquele tempo em que, na minha cabeça de criança, fazer uma boa ação se resumia a ajudar minha mãe com a louça e me esforçar para não aprontar com aquela vizinha chata que não me deixava jogar bola no portão dela.
Existe um garoto de um bairro próximo ao que eu moro que fez aniversário hoje e minha esposa resolveu que seria bacana fazer uma festinha para ele, levando em conta que sua família não tinha condições de fazê-la e o garoto estava extremamente ansioso pela data, acabei abraçando a idéia.
Começamos então a ir atrás dos preparativos, não temos dinheiro também, então precisaria tudo ser muito simples mas que o agradasse, o tema foi "Tartarugas Ninja", compramos algumas máscaras e alguns enfeites, trabalhamos até a madrugada para preparar a festinha e toda vez que me batia o sono eu olhava para minha esposa com um único pensamento: "por que ela inventa essas coisas?"
Nenhum de nós tem muita experiência com festas, com cozinha então nem se fala, mas nos arriscamos. Minha esposa conseguiu fazer o bolo mais feio que já vi na vida, as máscaras que compramos precisaram de fita adesiva para segurarem no rosto das crianças e só o cheiro do doce de uva já me enjoava de tão doce que estava. Tudo para ser a pior festa do mundo.
Quando meu amiguinho chegou e viu a mesa, seus olhinhos brilharam, ele não esperava uma festinha, saiu para brincar com seus amiguinhos e depois de algum tempo veio até nós e falou que minha esposa era muito "danadinha" e tinha o enganado e depois de falar que o bolo estava muito feio (o que era a mais pura verdade) voltou a brincar com seus amiguinhos.
Nesse momento lembrei dessa promessa, não sei muito bem o porquê, talvez pelo garoto estar completando a idade em que eu tinha quando a fiz, talvez pela saudade de ter aquela idade ou simplesmente por ter, depois de tanto tempo, entendido o que é uma boa ação.
Muitas vezes confundimos obrigações com boas ações, achamos que respeitar os mais velhos ou ajudá-los, jogar lixo no lixo, ou nos manter em silêncio dentro de uma igreja ou museu são boas ações, NÃO! isso é a obrigação de qualquer pessoa com um mínimo de educação e bom senso, uma boa ação é aquilo que você faz sem precisar, sem que te peçam e que seu único pagamento é o sorriso de quem a recebeu.
Hoje eu sei que quando a Akelá (líder dos lobinhos) me fez prometer fazer todos os dias uma boa ação, ela não pretendia que eu fizesse o bem ao meu próximo, mas que fizesse um bem a mim mesmo.

Obrigado Chefe Glória, seja onde você estiver.

Melhor possível aos meus amigos lobinhos, Sempre Alerta aos meus amigos escoteiros e Maranata aos meus amigos Desbravadores!

sábado, 9 de maio de 2015

Doeu mais em quem??



Olá Crianças e Crianços,

Essa semana vi uma entrevista do Beto Richa dizendo que não tem ninguém mais ferido do que ele, e fiquei pensando se os policiais aproveitaram o embalo e bateram nele também.
Quando era garoto, sempre que eu ia levar uns tapas da minha mãe por ter aprontado alguma arte ela costumava dizer que doía mais nela do que em mim e eu ficava pensando "só se for a mão dela!".
Depois de crescido comecei a compreender que ela estava fazendo aquilo contra sua própria vontade e fazia aquilo para que eu me tornasse um homem melhor, era uma forma de me manter longe de problemas.
E mais uma vez me pego pensando, o que o Beto Richa quis dizer com essa declaração? será que a idéia dele era ensinar uma lição aos professores? soa até um pouco contraditório, pois os professores deveriam estar ensinando, ensinando nas salas de aulas, porém as condições estão cada vez piores e isso não é de hoje, seus salários são de dar pena, precisam trabalhar dia e noite para se sustentar, por não poder pagar um plano de saúde, acabam dependendo da saúde pública que também é uma vergonha, no rítimo em que anda a inflação, logo logo não poderão mais comer com esse salário e chego a conclusão de que a lição que Beto Richa estava tentando passar aos professores era RESILIÊNCIA.
A melhor definição de resiliência que encontrei na internet (em uma busca de apenas três páginas é claro) foi a seguinte: "Na área da psicologia, a resiliência é a capacidade de uma pessoa lidar com seus próprios problemas, vencer obstáculos e não ceder à pressão, seja qual for a situação", ou seja, a capacidade de apanhar e não ceder, envergar e não quebrar.
Pronto, está explicado, no fundo o governador do Paraná espancou os nossos educadores com a intenção de educá-los e nós não entendemos, que povo mais incompreensível!
No caso de São Paulo, o Geraldinho demorou a aceitar que existia uma greve e provavelmente ainda não se convenceu totalmente, talvez uma boa idéia seja enviar os políciais do Paraná para dar uns tapas no governador de São Paulo para ver se ele acorda e colocar o Governador do Paraná em uma sala de aula para aprender um pouco da vida.
Enquanto isso o povo continua reelegendo os mesmos...

Até a proxima.

sexta-feira, 27 de março de 2015

Pizza de que?



Olá Crianças e Crianços,

É impressionante e bem difícil de compreender como funciona a justiça brasileira, até mesmo a mente das pessoas no país.
No último final de semana estava vendo uma reportagem na TV Record, em um programa que não me lembro o nome, mas é uma espécie de Fantástico Genérico, se considerarmos que o Fantástico é uma revista "Veja" ou "Istoé", esse programa da Record é uma "Época" (o que é irônico, levando em consideração que a Época é da globo), enfim, nesse programa estavam sendo investigadas as atitudes de pequenos prestadores de serviços como Mecânicos, Taxistas, Técnicos de Eletrodomésticos e coisas do tipo e confesso que, apesar de não me surpreender, fiquei bastante triste ao ver que a maioria dava pequenos golpes, mentiam sobre os problemas que encontravam ou, no caso dos taxistas, faziam pequenos passeios pela cidade, tudo para obterem um lucro maior e aí eu me pergunto, qual a diferença desses sujeitos para os políticos que os representam?
Qual a diferença do sujeito que paga propina ao guarda para evitar uma multa? ou que paga para ser aprovado em um exame de direção? ou que finge não ter visto que a menina do caixa lhe entregou o troco errado?
Eu sei que já falei sobre isso e corro o risco de ser repetitivo, mas infelizmente esse é o maior problema do país, não são os políticos, são as pessoas!
Gente que está revoltada com os políticos, não por eles estarem roubando, mas por não ter a oportunidade de morder uma fatia.
É óbvio que isso não se aplica a todos, mas se aplica sim a grande maioria, tendo em vista o que se observa por aí (e o que eu vi no Fantástico da Medley).
Uma coisa que contribui muito para isso é que, como todos nós sabemos, não há punição, não acontece nada com quem comete corrupção, sejam as grandes ou as pequenas.
Parece que sempre se espera um escândalo maior para se abafar um problema anterior.
Enquanto o Brasil briga contra os PTralhas por conta da corrupção na Petrobrás e o Mensalão (a propósito, alguém lembra disso ainda?), acabei de ver a notícia de que o caso do mensalão tucano (isso mesmo, o seu querido PSDB também esteve envolvido em um caso de mensalão e mais uma porrada de casos de corrupção) está para prescrever, e aí, o que vai acontecer? eu te digo já!
As medidas anti-corrupção irão para o esquecimento, como aconteceu com as medidas prometidas pelo velho molusco quando este era presidente e explodiu o famoso caso do mensalão Petista, um novo caso de corrupção vai "abalar" o país e tudo vai para o esquecimento (talvez até a Petrobrás).
E enquanto isso o povo festeja cada feriado como se fosse o último!
Parabéns Brasilzinho!

http://www1.folha.uol.com.br/poder/2015/03/1608813-caso-do-mensalao-tucano-esta-parado-na-justica-de-minas.shtml

Até a próxima.

sábado, 14 de março de 2015

Ditadura???


Olá crianças e crianços,

Essa semana um amigo meu postou uma imagem de uma reportagem sobre uma manifestação pedindo o impeachment de João Goulart um pouco antes do início da ditadura militar, um pouco depois de rir do absurdo da comparação resolvi comentar o post e como já era de se supor foi iniciada uma discussão que não chegou a conclusão nenhuma, ambos continuamos com nossas crenças e opiniões.
Esse meu amigo é uma pessoa extremamente inteligente e consciente da situação, colocou alguns pontos de vista bastante sensatos, mas continuei achando um absurdo a comparação e explico porque:
O Brasil naquela época estava em uma tremenda crise, pois o sem noção do Jânio Quadros resolveu renunciar o cargo sem mais nem menos e o vice presidente (Jango) nem no Brasil estava,
Quando Jango assumiu, surgiram boatos de que ele defenderia a reforma agrária (o que desde sempre foi um tema complicado e que coloca qualquer um em uma sinuca de bico), o que era considerado por alguns uma atitude comunista no auge da guerra fria.
Em 1959 um sujeito barbudo, líder revolucionário se torna primeiro ministro em Cuba e os EUA estavam assombrados com a possibilidade de a América do Sul seguisse o caminho do Brasil se o mesmo se voltasse para o lado vermelho da força.
O acesso à informação era extremamente limitado e as pessoas nem ligavam muito para o que acontecia, afinal tinham coisas mais importantes para se preocupar como conseguir comida para o dia seguinte.
Hoje vemos alguns lunáticos pedindo intervenção militar (acho esses sujeitos bem mais malucos do que quem defende o atual governo). Todos nós aprendemos muito com nossa história recente e sabemos o mal que faz um comando ditatorial e se tem alguém que não quer esse tipo de governo é o próprio exército, eles sabem hoje o tamanho da "bomba" que seria assumir o país na atual situação e sabem que seriam vistos como verdadeiros vilões seja por oposição como situação.
Então a possibilidade de uma ditadura militar, no meu ponto de vista que não vale um Ki-suco, é nula, porém a possibilidade de uma ditadura nunca é nula.
Afinal o que caracteriza uma ditadura?
Procurei no Wikipedia (que era a fonte mais prática) a definição de ditadura e achei o seguinte artigo:
http://pt.wikipedia.org/wiki/Ditadura
E a definição é basicamente essa: "Diz-se que um governo é democrático quando é exercido com o consentimento dos governados, e ditatorial, caso contrário".
Também é citado o seguinte: "O estabelecimento de uma ditadura moderna normalmente se dá via um golpe de estado.", o que dá margem a quem defende a manutenção de nossa presidenta para dizer que estamos lutando a favor de uma ditadura, porém um pouco abaixo encontramos a seguinte frase: "Outras ditaduras se apóiam em teorias mais elaboradas, utilizando de legislação imposta, muitas vezes admitindo uma democracia com partidos políticos, inclusive com eleições e algumas vezes até permitindo uma certa oposição, desde que controlada.".
Enfim tudo é passível de interpretação, devemos lembrar que todas as Eleições de Fidel Castro foram "legítimas" e ele se manteve no poder por tantas vezes por escolha popular.
Só encerrando, gostaria de citar algo bastante interessante que ocorreu ontem nas manifestações pró-governo, o Jornal Valor Econômico e o Globo citaram o pagamento de uma pequena taxa para quem fosse ao ato gritar em favor da Dilma.
http://www.valor.com.br/politica/3952318/manifestantes-recebem-r-35-para-ir-ato-favor-de-dilma-em-sp
http://oglobo.globo.com/brasil/centrais-pagam-claques-para-engrossar-mobilizacao-9006298
Será que é essa a distribuição de renda defendida pelo PT? O Ato foi carinhosamente chamado por algumas pessoas de "bolsa manifestação", mas eu citei esse ocorrido por me fazer lembrar de uma notícia que li o ano passado sobre a Coréia do Norte, quando o carismático e idolatrado líder Kim Jong-un adotou um corte de cabelo oficial no país.
http://oglobo.globo.com/mundo/governo-da-coreia-do-norte-obriga-universitarios-adotarem-mesmo-corte-de-cabelo-de-kim-jong-un-11995625
Essa comparação talvez tenha sido só para mostrar como uma comparação tosca de situações diferentes pode ser ofensiva e até perigosa, mas acredito que uma ditadura seja basicamente isso, fazer o que o governo quer sem medir, ou ter idéia do que se está fazendo, seja isso pago ou não.

Apenas mais duas notícias para refletirmos:

http://www.tvcopacabana.com/redacao-tvc/ultimas/8176-manifestantes-que-pedia-o-impeachment-de-dilma-sao-espacados-por-militantes-do-pt-em-ato-de-defesa-a-petrobras

http://noticias.portalvox.com/politica/2015/02/petistas-agridem-manifestantes-pro-impeachment-rio-de-janeiro.html



Até a próxima crianças e a propósito obrigado, depois de muito tempo estamos chegando aos 10000 acessos!!!

segunda-feira, 9 de março de 2015

Juca, não me faça rir...



Olá crianças e crianços.

Sei que não tenho a quantidade de leitores que Juca Kfouri (tenho no máximo 12 leitores, o que não inclui sequer minha esposa), não sou formado em ciências sociais pela USP e não tenho o conhecimento necessário para entender a sociedade ou a política nacional, mas não me senti confortável em ser tratado como "burguesia branca".
A melhor definição que já ouvi para diferenciar conhecimento de sabedoria foi a seguinte: "conhecimento é ter a ciência de que o tomate é uma fruta, sabedoria é não colocá-lo na salada de frutas."
Imagino que meu amigo Juca, acho que posso chamá-lo de amigo, afinal me chamou de burguês branco, tenha bastante conhecimento, mas não sei se foi muito sábio em suas colocações. Concordo que chamar a Presidenta de vaca seja bastante baixo e desnecessário, mesmo ela tendo nos tratado como burros durante esses anos, concordo também que sempre se roubou, mas antes não eram divulgados em redes sociais, mas daí minimizar a importância de manifestações públicas ou insinuar que por que sempre fomos roubados não podemos nos manifestar é um tanto inocente e até leviano.
Li alguns artigos dizendo sobre o quão improvável seria um impeachment, o próprio FHC diz ser contra a saída da Dilma, mas a manifestação deve acontecer, é a nossa forma de mostrar ao governo que não estamos satisfeitos, que não estamos alheios ao que acontece ao país. Acho que deveria haver também um "panelaço" em frente ao Palácio dos Bandeirantes, para que o nosso Governador carinhosamente apelidado de Picolé de chuchu (por ser tão sem tempêro) também saiba o quão insatisfeitos estamos pela situação em que chegamos, seja pela falta de água ou segurança pública precária.
Penso assim não por ser anarquista e não gostar de nenhuma forma de poder, ou simplesmente por ser chato (sim, eu sei que sou), mas porque acredito que uma mesma pessoa ou um mesmo partido não deve ficar no poder por muito tempo, históricamente isso é prejudicial ao povo.
Colocar o PSDB no governo federal ou o PT no governo estadual não resolveria os problemas ou diminuria a corrupção, mas serviria como um "sacode", uma forma dos partidos perceberem que não são unânimes e que se não trabalharem bem podem sair, sem contar que mudanças desse tipo sempre são benéficas tanto para a situação quanto para a oposição, tira o país da estagnação.
Ouvir um partidário "cego" do PT dizer que o partido governa para os pobres é como um soco no estômago, provavelmente essa pessoa não vai ao supermercado a muito tempo e provavelmente sua empregada vê os efeitos de uma inflação que nos faz ter saudades dos tempos de José Sarney, ou não está preocupado com seu emprego, pois tem sua própria empresa e não terá que procurar os escassos empregos em breve, na pior das situações demitirá algum pobre que é tão protegido por esse governo.
Juca, na boa, quem é o burguês branco? um funcionário da Petrobrás ou de alguma montadora que está desesperado para manter seu emprego ou um dos 47 políticos listados na lava-jato?
Não tenho sua eloquência, não tinha idéia do que era udenismo e sempre que preciso escrever impeachment procuro no google, mas enxergo bem a situação do meu país e se você não enxerga é melhor deixar um pouco do seu conhecimento de lado e procurar um pouco mais de sabedoria.

Um grande abraço e aproveite meus 12 leitores que acessarão sua coluna por intermédio desse humilde blog. 


até a próxima.

quarta-feira, 4 de fevereiro de 2015

Jogos violentos não me fazem violento, gente idiota me faz violento



Passei todo o período eleitoral jogando panos quentes, dizendo que cada um tinha direito a sua própria escolha e que tinhamos que respeitar, afinal esse sempre foi o meu ponto de vista, somos diferentes e isso nos faz únicos, mas PUTA QUE O PARIU, a que situação estamos chegando...
Antes de começar, imagino que os esquerdistas, petistas, comunistas e outros "istas" não gostem muito de meu texto, mas sinceramente DANE-SE, isso é um desabafo e eu quero é que vocês se explodam, pois vocês também tem culpa do meu stress atual, basta não ler ou não comentar defendendo essa corja que continuaremos bons amigos.
Ontem a noite, a última notícia que vi foi a de que a Dilma trocaria a direção da Petrobrás apenas em março e isso nem é uma certeza, sou um dos milhares de empregados espalhados pelo Brasil que também dependem da Petrobrás para que seu emprego exista e assim como esses milhares estou extremamente apreensivo, não sei se poderei pagar a escola das minhas filhas por muito tempo, ou o plano de saúde (já que apesar de pagar meus impostos, não posso usar o serviço público pela qualidade ridícula, e não me venham citar meia dúzia de hospitais que funcionam ou duas escolas boas no interior do Piauí porque isso não resolve meu problema).
Durante as eleições via petistas brigando por que PSDB era governo de burguês, que Fernando Henrique só governou para os ricos e que o PT governava para os pobres e nos 12 anos seguintes vimos um governo reclamar de uma "herança maldita" que nunca acabou.
Não sou muito entendido de política, mas eu me lembro que logo que foi implantado, o Brasil ficou extremamente feliz com o plano real (provavelmente um plano burguês para dominar o mundo), eu fiquei extremamente feliz, pois não ganhava mais milhares de cruzeiros como antes, mas o meu salário não desvalorizava no dia seguinte, um ano depois, meu salário não havia tido grandes aumentos, mas eu continuava comprando as mesmas coisas que comprava um ano antes.
Hoje em dia me sinto governado pelo Sarney (o que não deixa de ser uma realidade), onde a inflação não para de subir (por mais que o governo insista em dizer que não temos inflação), vejo grandes empresas quebrando (inclusive nossa maior estatal), a economia despencando, muita gente que não quer trabalhar por que assim conseguem mamar nas tetas de dona Dilma e enquanto isso, os nossos amigos "istas" continuam defendendo, por que Aécio também é ladrão, por que Aécio é viciado, por que Aécio é isso e aquilo outro, mais uma vez DANE-SE, a Marina também é, o Levyr Fidelix também é, se surpreendam, até o Pastor Everaldo que é pastor também é, tudo o que eu queria era respirar novos ares, ver uma cara nova, uma outra esperança, o presidente poderia ser até o Tiririca (olha o absurdo que estou dizendo), só precisava mudar.
Noventa por cento dos petistas que conheço são funcionários públicos e talvez por sua estabilidade não se preocupem muito, mas isso vai atingir vocês mais cedo ou mais tarde e não se iludam, uma hora até vocês precisarão dos PÉÉÉÉÉSSIMOS serviços públicos que vocês mesmos prestam (e não me venham com estatísticas, o serviço público é uma bosta mesmo) e entenderão a revolta do povo.
Hoje o PT está tendo que conviver com a herança maldita que o próprio partido deixou e isso me deixa violento, não sou homem o suficiente para agredir ninguém fisicamente (tenho medo de ser preso ou apanhar), mas minha vontade às vezes é grande.
Sei que meus amigos partidários do PSDB estão felizes e concordando com o texto, mas VÃO A MERDA vocês também, Alckmin de novo??? vocês são malucos?? bem feito por não poderem tomar banho!!!

Na boa, esse era para ser um texto falando sobre jogos violentos e as falácias de que isso gera psicopatas, mas acabei usando de desabafo contra gente que me deixa bravo, então até a próxima (talvez na próxima eu mantenha a idéia original).

quarta-feira, 21 de janeiro de 2015

Eu NÃO sou Charlie Hebdo



Olá crianças e crianços.
Uma das coisas mais divertidas na internet é a facilidade com que as "modinhas" pegam, tivemos a modinha do "Somos todos macacos", "Vem pra rua", "O gigante acordou" e recentemente "Sou Charlie Hebdo".
Parece que se a maioria das pessoas apoiam uma causa então a causa é certa, mas o meu sentimento é de que ninguém apóia causa nenhuma, simplesmente aderem uma hashtag para não parecerem diferente da maioria.
Antes de discorrer sobre Charlie Hebdo, gostaria de deixar bem claro que sou TOTALMENTE contra o uso de violência como solução para qualquer tipo de problema, e sei que os terroristas que invadiram e mataram covardemente os chargistas não representam a verdadeira fé Islâmica.
Tendo dito isso gostaria de questionar até que ponto pode ir a liberdade de expressão?
Minha mãe sempre me ensinou que a liberdade de um acaba quando começa o direito do outro e hoje vemos que o mundo funciona mais ou menos assim, porém apenas para aqueles que são considerados minorias ou indefesos, mas para algumas outras "classes" pouco importa se serão ofendidos ou não.
Já notaram como parece absurdo fazer piada com gays, mas debochar de evangélicos é aceitável? ou zombar de negros é contra nossas origens, mas ninguém liga para os índios? fazer bulling com gordinhos é crime, mas ninguém liga para os magrinhos (olha a mágoa..rsrs).
Acho sim que a liberdade de imprensa é uma das ferramentas que faz com que caracterizemos uma democracia, mas o respeito é uma das bases principais da educação e o que pode evitar muitas guerras desnecessárias, saber que o meu vizinho é diferente ou pensa diferente de mim e apesar de não concordar, respeitar suas opiniões não faz de mim uma pessoa melhor, apenas faz de mim uma pessoa sensata.
Sei que pedir que as pessoas sejam sensatas na internet é algo complicado, afinal as redes sociais são os melhores lugares para mostrar que eu estou com a maioria, mas antes de aderir a um "movimento", vamos só pensar um pouquinho se aquilo é realmente o que eu penso, afinal multidões de moscas comem merda todos os dias e nem por isso estão certas...

Até a próxima!