Seguir por e-mail

quarta-feira, 4 de maio de 2011

Obama 1 x 0 Osama


Olá Crianças,

Essa semana, a notícia que foi destaque no mundo inteiro foi a morte de Obama Bin Laden, opa, Osama Bin Laden... quem morreu foi o Osama e não o Obama, Obama é o cara que matou, ou melhor, mandou matar. Essa pequena Gafe de confundir o Osama (morto) com o Obama (vivo), foi cometida diversas vezes essa semana (http://odia.terra.com.br/portal/mundo/html/2011/5/tv_americana_comete_gafe_ao_confundir_osama_com_obama_161657.html) , sendo uma pelo Porta voz da chanceler alemã, uma pela Fox News e outra pela Record News (estes são os casos que eu soube), mas não podemos incriminar ninguém, afinal os programas são ao vivo e os nomes são parecidos e o próprio Obama (ou foi o Osama?), dias atrás apresentou seus documentos (http://www.correiodemocratico.com.br/2011/04/obama-divulga-certidao-para-provar-que-nasceu-nos-eua/) para provar que era realmente americano (se fosse no Brasil, a turminha do “politicamente correto” já iria dizer que era alguma ação racista ou algo do tipo “só porque o presidente é negro”). A notícia não só serviu para ofuscar o casamento do príncipe Willian, a beatificação de João Paulo II (esperaram tanto para pegar o homem, podiam pelo menos ter esperado um pouco mais para não estragar a festa do Vaticano) e a pneumonia da Dilma; ou para criar um festival de gafes como a do vereador de Goiás Valmir Jacinto que pediu um minuto de silêncio pela morte de Bin Laden (http://www.clickpb.com.br/artigo.php?id=20110504021202&cat=brasil&keys=vereador-pede-minuto-silencio-bin-laden-fala-malentendido).
Para alguns serviu para criar uma série de dúvidas, como por exemplo: onde está o Corpo? Se ele estava desarmado (conforme foi informado pelo próprio governo americano), por que não o prenderam? Onde estão as provas da morte do homem? E a principal, afinal de contas o que estavam fazendo no Afeganistão se o Inimigo estava no Paquistão? É claro que não podemos levar muito em consideração o conhecimento de geografia dos americanos, pois até hoje ainda acreditam que a capital do Brasil é Buenos Aires e quando as torres gêmeas foram atingidas (Pelo Bin Laden) , eles atacaram o Iraque (do Saddan).
O ponto mais importante dessa morte, não é o fim do terrorismo (que eu acredito que vai aumentar como forma de represália), ou o sentimento de justiça do povo americano, mas sim o aumento da popularidade de Obama (a popularidade do Osama já era), que no dia seguinte após o anúncio subiu 11% (Se ele mata um terrorista por semana, em 3 meses ele tem a aprovação que o Lula tinha).
A única conclusão que consegui chegar com tudo isso é de que, não importa o país, não importa a escolaridade, não importa o governante, como George Orwel tentou mostrar em vários de seus livros, o povo é facilmente manipulado, conforme disse Juvenal em a comédia, tudo o que é preciso para conquistar o povo é Pão e circo (isso mesmo, não foi Maquiavel quem disse isso).
De qualquer forma, no fim das contas o que importa é que (como disse a BBC) “OBAMA IS DEAD”.

BeiJunda e até a próxima.

5 comentários:

  1. O título devia ser: Obama 11% x 0 Osama. Opa, será que eu falei certo?
    Eu acredito que esconderam o presunto do barbudo porque se ele fosse levado vivo pros Guantánamos da vida ia aparecer algum zé ruela pra resgatar ele. Mas o Osama já era faz tempo - era só mais um fugitivo. Lembra do Pecê Farias quando fugiu e a Globo entrevistou ele em Londres sem bigode? Tipo aquilo.
    Mas entre Obama e Osama, Osama e Obama, confundir o Presidente Barack Osama com o Obama bin Laden não é nada perto da lembrança de que o nosso querido moluscoestadista chamava o homólogo americano de "Obrahma".
    Enfim, foi um passo na caminhada pelo fim do terrorismo. Só não sei se foi um passo na direção certa :P enquanto isso, demos Glórias e Osamas nas alturas.

    ResponderExcluir
  2. A propósito, ADOREI a foto posta no post. Ri pencas.

    ResponderExcluir
  3. Osamas nas alturas..rs..
    O Osama poderia tirar a barba e vir para o Brasil, passaria facilmente pelo Caetano Veloso...rsrsrsrsrs

    ResponderExcluir
  4. kkkkkk! Adorei! Até comentei isso com a galera lá do serviço, é tudo p/ a popularidade do Osama...ops.....Obama ;-)

    ResponderExcluir
  5. pode ter certeza disso...rsrsrsrs

    ResponderExcluir