Seguir por e-mail

sábado, 27 de agosto de 2011

Fora Ricardo Teixeira!




Olá Crianças,

O campeonato brasileiro de futebol nesse final de semana será marcado pelos grandes clássicos regionais, como uma estratégia para evitar as famosas “marmeladas” na competição, foi decidido que todos os clássicos seriam realizados na última rodada de cada turno.
As torcidas (nem sempre) organizadas se reuniram com uma idéia, que a meu ver foi brilhante, de criar uma campanha com o título “Fora Ricardo Teixeira”. Creio que grande parte da população brasileira, apaixonada por futebol, tem esse grito engasgado na garganta, talvez mais até do que o tão sonhado “É HEXAAAAA!!!”. Em um momento de rara felicidade, as torcidas se reuniram com o intuito de fazer um protesto pacífico pelo bem do esporte (pois convenhamos, Ricardo Teixeira é uma traça corroendo o que resta de bom no nosso futebol), não haveria violência, apenas algumas faixas em protesto e talvez alguns palavrões (nada fora do costume em um estádio).
Porém a Federação Catarinense de Futebol (FCF) anunciou a proibição dos protestos no clássico local Figueirense x Avaí (http://www.estadao.com.br/noticias/esportes,federacao-catarinense-proibe-protestos-contra-ricardo-teixeira-durante-jogo,763759,0.htm) e já correm alguns boatos que estes protestos também serão proibidos em São Paulo.
Será que estamos vivendo uma ditadura no futebol também? Como se não bastasse ter que aturar o Fidel Castro do futebol brasileiro, ainda temos que gostar?
Por pessoas como este sujeito que, não só o futebol, mas nada no Brasil caminha a passos largos (com exceção da corrupção, é claro).
Só nos resta lamentar, ou simplesmente protestar nas ruas, quem sabe na porta do estádio, além de não ser proibido (ainda), é de graça!!!

Me junto ao coro: FORA RICARDO TEIXEIRA!!!

BeijUnda e até a próxima

quarta-feira, 10 de agosto de 2011

Até parece Brasil...


Olá Crianças,

Às vésperas de uma olimpíada, Londres vive uma grande onda de violência e saques.
Tudo começou com alguns protestos pacíficos, por causa do desemprego, cortes de verbas para projetos sociais e aumento de impostos (esses problemas lhe parecem familiares?), então um belo dia a polícia mata um sujeito negro dentro de um Táxi, por acreditar que era um criminoso (me fez levar do caso do menino Juan no Rio de Janeiro), a polícia jura que era, os vizinhos e amigos juram que não, se sabe que era um rapaz de 29 anos, pai de 4 filhos.
Se era criminoso ou não, não dá para ter certeza, mas também não dá para ter certeza da eficiência do poder de avaliação da polícia de Londres, ainda mais se lembrarmos do caso Jean Charles.
Enfim, a questão é que sabemos, e o mundo inteiro sabe que é apenas uma crise temporária, tudo se resolve e teremos os jogos olímpicos sem maiores problemas (já notou que apesar de todo esse problema, pouco se comenta sobre os jogos olímpicos?), mas uma pergunta que me ocorreu foi: “Já pensou se isso acontecesse no Brasil?!?”.
Teremos os Jogos olímpicos e a Copa do mundo e tudo se transforma em crise, todos os problemas são difíceis demais para serem resolvidos (e são mesmo), mas por que continuamos com esse sentimento de que nada vai dar certo por aqui?
Eu mesmo já critiquei (e critico um bocado) a maneira como estão sendo conduzidos os preparativos para a Copa do Mundo e as Olimpíadas, concordo que todos temos de cobrar transparência, concordo ser um absurdo construir estádios em locais que praticamente não existe o futebol profissional, concordo que é um absurdo usar dinheiro público para financiar a construção de estádios enquanto não temos escolas ou hospitais.
Mas cá pra nós, por que é tão difícil acreditar que pode dar certo? Com todo o respeito, em que somos piores que a África do Sul?
Se o que está acontecendo em Londres acontecesse no Brasil, a mídia já estaria divulgando o Caos e o fim dos jogos e da copa, estaria divulgando a grande vergonha em que o Brasil estava se sujeitando.
Galera, a bola da vez somos nós, os dois maiores eventos esportivos do planeta acontecerão aqui em alguns anos, nós estamos emprestando dinheiro para os Estados Unidos, apesar dos problemas estamos vivendo um período de tranqüilidade, enquanto a Europa se afunda em sua crise financeira.
Por que não podemos acreditar um pouco mais em nós mesmos?
Eu sou muito mais BRASIL...

BeijUnda e até a próxima.


quarta-feira, 3 de agosto de 2011

Leis...


Olá crianças,

Depois de muito tempo estou aqui de volta com um assunto que me chamou a atenção.
Em 2005 foi criado um projeto na cidade de São Paulo, pelo Vereador Evangélico Carlos Apolinário para que fosse estabelecido um dia do orgulho Hétero, este projeto foi aprovado essa semana (http://www.estadao.com.br/noticias/impresso,camara-cria-dia-do-orgulho-hetero-em-dezembro,753462,0.htm).
Esse seria um dia para que os Heterossexuais manifestem suas opiniões e sentimentos, é bastante estranho e agora se você me perguntar se sou a favor disso, te digo sem pensar muito: SIM!
Se você leu meus posts anteriores você verá que eu também sou favorável às manifestações em favor do orgulho Gay, sou sim! Assim como sou favorável à marcha da maconha e a qualquer tipo de manifestação.
O fato de ser favorável à liberdade das pessoas para fazerem a Marcha da Maconha não significa que eu seja favorável a liberação da maconha, pelo contrário, sou totalmente contra a liberação da maconha ou de qualquer outro tipo de narcótico, não tenho conhecimentos sobre seus efeitos medicinais (que é o argumento da maioria das pessoas a favor da liberação), mas sei que seus efeitos quanto droga não são benéficos à saúde, porém isso é outro assunto.
A questão é que sou a favor de qualquer tipo de manifestação PACÍFICA, pois vivemos em uma democracia e essa é a graça da democracia, a liberdade de debate de opiniões.
Não vivi na época da ditadura, mas li muito a respeito e sei que não foi nada bom ter idéias impostas “goela abaixo” pelos militares e sinceramente torço para que isso não se repita.
Mas o que me chama a atenção nessa história é o fato desse projeto estar na câmara desde 2005 e ter atrasado vários outros projetos, cá pra nós, que projetinho mais sem vergonha, para não dizer idiota!
Aí eu penso quantos outros projetos desse tipo não estão tomando o tempo dos nossos queridos vereadores. Com uma busca rápida na net, um projeto que proíbe animais de estimação de receberem nome de gente (Pastor Reinaldo / PTB - RS), um projeto para conceder o título de cidadão paulistano para o Papa Bento XVI (Domingo Dissei / PFL) e um projeto para instituir o dia Estadual do Cachorro (Antônio Pedregal – PT do B).
Quanta criatividade... será que não tem nada mais importante para ser aprovado???

BeijUnda e até a próxima.