Seguir por e-mail

domingo, 15 de maio de 2011

Meu Brasil Brasileiro


Olá Crianças,

Não sei quantos já ouviram falar de onde veio o “Ordem e Progresso” que está estampado em nossa bandeira, mas basicamente é uma forma reduzida do texto de Augusto Comte "O Amor por princípio e a Ordem por base; o Progresso por fim" (em francês L'amour pour principe et l'ordre pour base; le progrès pour but.) que eram os ideais republicanos por um país melhor (fonte wikipedia). Em nossa bandeira foi retirada a palavra Amor do ideal, sobrando apenas Ordem e Progresso, e parece que esse Amor (ou orgulho) pela nossa pátria acabou sendo retirado de nossas vidas também.
Em uma semana em que nada de muito escandaloso aconteceu, e que o blogspot ficou fora do ar por um tempo (penei para conseguir entrar novamente), resolvi comentar sobre o filme que vi há algum tempo.
Assisti Rio com minhas filhotas, confesso que achei um filme muito bem feito e bem detalhado, talvez eu seja um pouco chato no que vou comentar (até por que foi um sucesso de crítica no Brasil e todo mundo que viu disse que gostou), mas que temos favelas, tráfico de aves, roubos, carnaval todos nós sabemos (a propósito, a cena na Sapucaí foi ótima), o mundo inteiro sabe. A pouco tempo Stallone esteve por aqui para gravar “Mercenários” (desse filme eu até gostei), e quando se encerraram as gravações ele elogiou nosso país (http://g1.globo.com/pop-arte/noticia/2010/07/stallone-faz-comentario-politicamente-incorreto-sobre-filmar-no-brasil.html) dizendo que era um país maravilhoso, pois você poderia explodir o país inteiro e ainda lhe agradeceriam e dariam um macaco para levar para casa.
Aí depois sai o filme Rio, onde imaginava que haveria um foco diferente e a história é exatamente a mesma (macacos assaltantes??? Façam-me o favor...), diga-se de passagem, a cena em que Blu engasga é desnecessária em um filme voltado para o público infantil.
Agora temos em cartaz o filme Velozes e Furiosos que também foi gravado no Rio, não tive ainda a oportunidade de assistir, mas posso apostar que a visão que é passada de nosso país é exatamente a mesma.
Se pararmos para pensar, o filme nacional que mais teve indicações para o Oscar foi “Cidade de Deus”, que como sabemos, história não é exatamente um conto de fadas, mostrando o lado bonito do Brasil.
Às vezes me pergunto o porque dessa visão que o mundo tem sobre o Brasil, conversei com alguns amigos de outros países e tudo o que sabem sobre nosso país é Futebol, Carnaval e Favela. Será que realmente nosso país é só isso? Provavelmente estou no país errado então, pois não vivo em favela, não sei sambar e sou um prego jogando futebol.
Acho que faltou um maior destaque para Bellucci, o brasileiro que teve destaque no Masters 1000 (campeonato internacional de tênis) este ano, ele foi tido um dos melhores do mundo (já está entre os 30 melhores), alguns já o consideram o sucessor de Guga. No meu ponto de vista, ainda falam pouco de Cesar Cielo (acho que esse dispensa apresentações) ou do nosso Judô que é tão vitorioso.
Não vemos darem tanto destaque às nossas praias (que são maravilhosas), como dão destaques às nossas favelas, pouco falam de nosso pólo gastronômico, um restaurante de São Paulo foi eleito entre os 10 melhores do mundo (http://vejasp.abril.com.br/noticias/d-o-m-setimo-melhor-restaurante-do-mundo) e pouco se falou sobre isso.
Existem dois desenhos animados que minhas filhas adoram e são sucessos no mundo inteiro, “Princesas do Mar” (http://www.tvcultura.com.br/princesa-do-mar/)  e “Peixonauta” (http://www.saiunojornal.com.br/peixonauta-desenho-animado-brasileiro-e-sensacao-no-discovery-kids-video-foto-filme.html) . A primeira vez em que assisti as Princesas do Mar, estava em Portugal e achei que fosse uma produção americana.
O problema não está nos Estados Unidos ou no resto do mundo, está em nós mesmos. Temos um espírito muito vira-lata, um espírito de que só o que é bom é o que é de fora.
O mundo acha que o Brasil é assim, por que nós divulgamos um Brasil assim e enquanto não tivermos um pouco de amor e respeito próprio esse será o Brasil que o mundo conhecerá.
Espero de coração que o brasileiro deixe um pouco de ser “coitadinho”, afinal somos um país emergente e, querendo ou não, estamos entre as economias mais importantes do mundo!
Pra cima deles Brasil!!!

BeijUnda e até a próxima!

2 comentários:

  1. Mas me conta: o brasileiro vai se orgulhar de quê? Dos piores índices de educação básica? Da pior desigualdade de renda? Do maior descompasso entre arrecadação de impostos e investimentos sociais? O brasileiro tem complexo de vira-lata (salve Nelson Rodrigues) por uma simples razão: porque é tratado, de fato, como vira-lata. E, como vira-lata, não só aceita a situação como procura se virar da melhor maneira dentro dela, em vez de mudá-la. O vira-lata só pensa no hoje, em como se alimentar hoje, em onde dormir hoje.
    É isso.

    ResponderExcluir
  2. Realmente o brasileiro não tem muito com o que se orgulhar, mas ainda tem um pouquinho.
    O que não podemos é ignorar isso, pois, esses mesmos problemas que temos, outros paises tem, a diferença é que nós nos fazemos de coitados e tentamos tirar vantagem no que podemos.
    isso que tem que acabar... :P

    ResponderExcluir